Time do técnico Marcelo Oliveira pode alcançar a marca de 27 partidas de invencibilidade no Estadual

O Coritiba enfrenta o Arapongas nesta quarta-feira, no Couto Pereira, podendo igualar um recorde dos anos 70. A equipe está há 26 jogos sem derrota no Campeonato Paranaense, somando a competição de 2010. Se mantiver a invencibilidade no confronto desta quarta, chegará a 27 partidas sem derrotas.

A marca já foi conquistada pelo Coritiba duas vezes. A primeira entre os anos de 1972 e 1973 e a outra entre 1976 e 1977.

Em 2011, a equipe está invicta há 15 jogos e ano passado teve apenas um revés. Depois foram 11 jogos sem perder até a conquista do título paranaense.

Nesta quarta-feira, o jogo, porém, promete não ser fácil. No primeiro turno, os times empataram por 1 a 1, justamente o último jogo que o Coritiba não venceu no Estadual. Depois disso o time do técnico Marcelo Oliveira, emplacou 13 vitórias seguidas. Ao longo da história de confrontos contra o Arapongas, foram cinco jogos, com duas vitórias do Coritiba, dois empates e apenas uma derrota.

Com o retrospecto a favor, o favoritismo é todo do Coritiba. Porém, a equipe não terá quatro jogadores, que continuam se recuperando de lesão: os atacantes Bill e Leonardo, o lateral Eltinho e o zagueiro Pereira.

Com 12 pontos, o time lidera o Estadual com folga. Está três pontos à frente do Operário e ruma para a conquista do returno. Como já faturou o primeiro turno, pode daqui a sete rodadas comemorar o título estadual de 2011.

FICHA TÉCNICA - CORITIBA X ARAPONGAS

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 23/03, nesta quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques
Assistentes : Bruno Boschilia e José Carlos Dias Passos

Coritiba: Édson Bastos; Maranhão, Jeci, Émerson e Lucas Mendes; William, Léo Gago, Rafinha, Marcos Aurélio e Davi; Anderson Aquino.
Técnico: Marcelo Oliveira

Arapongas: Danilo; Maicon (Peu), Bruno Matavelli, Douglas e George (Anderson Paim); Alexandre, Marcelo Guerreiro, Rogerinho e Wellington, Luciano (Rafael Mineiro) e Bruno Maranhão.
Técnico: Toninho Moura

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.