Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Coritiba dá show na Arena, vence o Atlético-PR e é bicampeão

Time alviverde garantiu neste domingo o bicampeonato invicto. Bill fez dois gols e Leonardo completou

Gazeta |

Futura Press
Os jogadores do Coritiba comemoram com Bill (ao centro), herói da vitória
O dia 24 de abril de 2011 ficará marcado na memória do torcedor do Coritiba. Isto porque, em um dos Domingos de Páscoa mais doces de sua história, o time alviverde bateu o Atlético-PR por 3 a 0, em plena Arena da Baixada, chegou a 21 vitórias consecutivas, igualando o recorde do Palmeiras de 96, e, de quebra, levantou o caneco do Estadual com uma rodada de antecedência. De fato, é o segundo título estadual consecutivo do Coritiba

E boa parte dos créditos para todos esses feitos pode ser dado ao atacante Bill. Artilheiro do time no Campeonato Paranaense ao lado de Davi, ele fez dois dos três gols, ambos no momento em que a sua equipe mais sofria com a pressão dos donos da casa. Leonardo fechou a boa vitória.

Com o triunfo, o time do técnico Marcelo Oliveira chegou aos 30 pontos na tabela de classificação do segundo turno, abrindo oito de vantagem para o próprio Atlético-PR, vice-líder. Na última rodada, os clubes cumprem tabela. O Coritiba recebe o Cianorte, enquanto o Atlético visita o Rio Branco.

null

O Jogo

O clássico começou muito quente na Arena da Baixada. Motivados em impedir a festa do rival e embalados pela goleada aplicada sobre o Bahia no meio de semana, os atleticanos entraram com tudo. Logo a um minuto, Paulo Baier arriscou da entrada da área e assustou o goleiro Edson Bastos.

Porém, o início eletrizante acabou prejudicando os donos da casa. Em lance isolado, aos oito minutos, Manoel foi afobado, tentou proteger a bola, mas acabou acertando uma cotovelada no rosto de Bill. Cartão vermelho para o defensor.

Quando todos pensavam que o Atlético iria diminuir o ritmo, a necessidade da vitória falou mais alto. Os rubro-negros chegaram com perigo em pelo menos mais duas oportunidades. Primeio, Baier cobrou falta com perigo. Depois, Branquinho perdeu bom lance dentro da área. Enquanto isso, o Coxa ameaçava em contra-ataques perigosos com Marcos Aurélio e Davi.

Só que a vantagem de ter um jogador a mais começou a pesar para o lado coxa-branca. Aos 30, Marcos Aurélio serviu Bill, que tirou do goleiro, mas a zaga tirou em cima da linha. Na cobrança de escanteio, no entanto, não teve jeito. Pereira cabeceou para linda defesa de Renan Rocha. Mas o esforço do arqueiro não valeu a pena, pois Bill, no rebote, empurrou para as redes.

Após abrir o placar e podendo levar o empate para ser campeão, o Coxa continuou no mesmo ritmo, ameaçando apenas nos contra-atques. Para fechar ainda mais o time, o técnico Marcelo Oliveira colocou Tcheco no lugar de Marcos Aurélio. Para melhorar ainda mais, os alviverdes foram presenteados antes do intervalo.

Suportando a pressão do Atlético, o Coritiba saiu em contra-ataque e Bill, de longe, acertou belo chute, pegando Renan Rocha adiantado, marcando o seu 12º gol no Campeonato Paranaense e deixando o Coxa muito perto do título.

AE
Bill fez dois gols na Arena da Baixada

Na volta para a segunda etapa, mais do mesmo. O Atlético rodava a bola na intermediária do adversário, mas não conseguia ser incisivo. Enquanto isso, o Coritiba era quase letal em seus contra-ataques. Em um lance talvez mais fácil que os dois em que balançou as redes, Bill perdeu embaixo da trave, aos 14 minutos.

Na resposta, Adailton e Paulo Baier ameaçaram o gol de Édson Bastos, mas não conseguiram marcar. Após os lances, os times diminuíram o ritmo eletrizante e pouco fizeram, sem criar grandes chances. A última boa chegada foi o terceiro tento, que lavou a alma coxa-branca. Leonardo recebeu na frente e, com belo toque, encobriu Renan Rocha para fechar a vitória.

Assim, a torcida da casa foi deixando o estádio em meio aos cantos de ?Tá chegando a hora' dos alviverdes até o apito final de Evandro Rogério Roman, selando a festa do clube, que vai durar até tarde no estádio Couto Pereira, abarrotado mesmo.

FICHA TÉCNICA - ATLÉTICO-PR 0 X 3 CORITIBA

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 24 de abril de 2011, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Evandro Rogério Roman
Assistentes: Gilson Bento Coutinho e José Amilton Pontarol
Público: 17.501 pagantes
Cartões Amarelos: Rafael Santos (Atlético-PR); Jonas, Léo Gago, Leandro Donizete e Lucas Mendes (Coritiba)
Cartão Vermelho: Manoel (Atlético-PR)

Gols: CORITIBA: Bill, aos 31 e aos 46 minutos do primeiro tempo, e Leonardo, aos 44 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-PR: Renan Rocha; Deivid, Manoel, Rafael Santos e Paulinho; Fransérgio, Robston (Madson), Paulo Baier e Branquinho (Genison); Guerrón (Lucas) e Adaílton
Técnico: Adilson Batista

CORITIBA: Edson Bastos; Jonas, Pereira, Émerson e Lucas Mendes; Leandro Donizete (William), Léo Gago (Leonardo), Davi, Marcos Aurélio (Tcheco) e Rafinha; Bill
Técnico: Marcelo Oliveira

Leia tudo sobre: CoritibaCampeonato Paranaense 2011atlético-prbill

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG