Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Coritiba começa busca pelo bi com vitória sobre o Operário

Operário conseguiu equilibrar o jogo, que foi definida pelo melhor aproveitamento do Coritiba nas finalizaçõe

Gazeta |

Atual campeão do Campeonato Paranaense, o Coritiba estreou na edição 2011 da competição com uma vitória magra e suada, por 1 a 0, sobre o Operário, no Estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa. Com dois tempos distintos, cada um com domínio de um time, o Coritiba soube aproveitar melhor a chance criada.

Depois de sofrer pressão nos minutos iniciais, o Coritiba, em seu primeiro ataque, aos sete minutos, abriu o placar, com Marcos Aurélio, que recebeu na entrada da área e fuzilou no cantinho. Na segunda etapa, melhor em campo, o time da capital perdeu um caminhão de oportunidades claras.

Na próxima rodada, o Coritiba recebe o Paranavaí, quinta-feira, no Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba. Já o Operário vai a Cascavel, onde enfrenta a Serpente, quarta-feira, no Estádio Olímpico Arnaldo Busatto.


O jogo
Com a torcida em peso no Germano Krueger para empurrar o Fantasma, o time da casa começou com maior domínio de bola e criou a primeira chance em cobrança de falta de Gílson, por cima da meta. O Operário estava melhor na partida, principalmente com as chegada dos alas, quando aos sete minutos, Marcos Aurélio, em um contra-ataque fulminante do Coxa, recebeu na entrada da área e mandou para o fundo das redes para fazer o primeiro da competição.

O Fantasma tentou responder, aos 10 minutos, na base do entusiasmo, mas o cruzamento de Gílson não foi alcançado por Vinícius. Aos 13 minutos, Rilber dominou, abriu espaço e disparou o chute pela linha de fundo, sem direção. O Coritiba ficava em seu campo, esperando uma bola para contra-atacar. Enquanto isso o time da casa assustava, como aos 18 minutos, com um chute colocado de Serginho Paulista que Edson Bastos buscou no ângulo. Na resposta, aos 21 minutos, Leonardo não aproveitou lançamento dentro da área e perdeu uma grande chance.

Sempre apoiando com velocidade, Lisa fez a jogada e cruzou fechado, mas Jéci afastou o perigo. Aos 29 minutos, cobrança de falta de Rilber, que carimbou a barreira. Polêmica aos 33 minutos, com Leandro Donizete entrando forte em Lisa, dentro da área. O árbitro mandou a jogada seguir. Aos 37 minutos, triangulação de Marcos Aurélio e Rafinha, que fuzilou para uma linda defesa de Ivan. Aos 43 minutos, o goleiro do time de Ponta grossa fez mais um milagre, desta vez em chute de Jonas.

Depois do intervalo, o Coritiba voltou melhor, e equilibrou as ações. Porém, ainda dava muitos passes errados, o que impedia a criação de melhores ataques. O Fantasma, por sua vez, continuava forçando. Após seis minutos, Gilson invadiu a área e arrematou em cima da defesa. Aos 10 minutos, Léo Gago mandou o petardo em cobrança de falta e o camisa 1 do Operário defendeu em dois tempos.

Diferentemente dos 45 minutos iniciais, a velocidade do jogo caiu, possivelmente pelo forte calor na região dos Campos Gerais. Aos 17 minutos, Marcos Aurélio cobrou falta e Ivan deixou a meta para agarrar. Aos 19 minutos, foi a vez de Osmar Júnior arriscar de longe, isolando a bola. Depois de muita luta no meio-campo, aos 28 minutos, Edson Grilo conseguiu receber em uma boa posição e bateu forte para fora.

Na base do toque de bola na frente da área, o Coxa perdeu a chance de matar a partida com Leonardo que, de frente para meta, aos 30 minutos, pegou muito embaixo da bola e desperdiçou. Aos 35 minutos, Bill entrou em campo e, logo no primeiro lance, perdeu o gol mais feito da partida, chutando em cima de Ivan. Seguindo a escola de Bill, Leonardo, aos 40 minutos, também perdeu. Menos mal que não fez falta no resultado final.

OPERÁRIO 0 X 1 CORITIBA

Local: Estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa (PR)
Data: 16 de dezembro de 2011, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva
Assistent es: César Roberto Pitela e José Alcione Cordeiro
Cartões amarelos: Rafinha, Léo Gago (Coritiba)

Gols: CORITIBA: Marcos Aurélio, aos 07 minutos do primeiro tempo

OPERÁRIO: Ivan; Lisa, Vinícius, Allison e Gilson; Zé Leandro, Cambará, Serginho Paulista e Serginho Catarinese (Edson Grilo); Rilber (Osmar) e Hevandro (Budda)
Técnico: Amilton Oliveira

CORITIBA: Edson Bastos; Jéci, Emerson e Pereira; Jonas (William), Leandro Donizete, Léo Gago, Rafinha (Tcheco) e Eltinho; Marcos Aurélio (Bill) e Leonardo
Técnico: Marcelo Oliveira

Leia tudo sobre: coritibacampeonato paranaense 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG