Tamanho do texto

Time do técnico Tite perdeu a chance de criar vantagem jogando com o apoio da torcida, no Pacaembu

Depois do 0 a 0 na partida de ida entre Corinthians e Santos , no Pacaembu, os jogadores do time da casa deixaram o gramado lamentando a chance de ter saído na frente no duelo pelo título. Para levantar a taça, a equipe precisará vencer na Vila Belmiro, dia 15.

“Não foi o resultado que a gente esperava. Não tive muitas oportunidades, mas ainda está tudo em aberto para o segundo jogo. Não foi o ideal, o bom era ganhar, independente da margem de gols. Não levamos vantagem, mas fizemos um bom jogo e agora está tudo em aberto”, disse o atacante Liedson , que chegou a acertar uma bola na trave no final do segundo tempo.

Para o capitão corintiano, Chicão , o Santos cadenciou bem o jogo por conta do desgaste que a equipe rival vem tendo nas últimas semanas, com compromissos também pela Libertadores. O zagueiro até disse que o Santos fez cera. “Foi um jogo difícil, mas levaram um jogo na cera. O que é normal. Estamos cansados e podem decidir em casa. Fico chateado pelo resultado, poderíamos ter saído daqui com vitória, mas agora só resta ir lá e fazer de tudo para sair com o título”, disse o capitão.

Leandro Castán , zagueiro que teve ótima atuação e que venceu seu duelo com o ataque santista, reclamou da falta de pontaria, mas comemorou a boa atuação da equipe. “O Santos chegou mais nos contra-ataque. Nossa equipe buscou o gol nos 90 minutos e não foi premiada apesar de a gente ter tentado de todas as formas”.

O goleiro Júlio César também lamentou o resultado, mas comemorou a sorte que teve nas duas bolas em que Neymar acertou a trave. “Queríamos ao menos uma pequena vantagem, a gente poderia ganhar, como o Santos também, que chegou bem com Neymar. Mas a gente tem tudo pra vencer lá”, disse o goleiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.