Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Corintianos deixam Pacaembu abatidos e alguns fogem de entrevista

Até o presidente Andrés Sanchez, sempre disposto a conversar com os jornalistas, saiu de mau humor "à francesa"

Bruno Winckler e Marcel Rizzo, iG São Paulo |

Abatimento e fuga. Desta maneira parte do elenco corintiano deixou o Pacaembu já na madrugada desta quinta-feira, depois do empate sem gol contra o Tolima, da Colômbia, no jogo de ida da primeira fase da Libertadores. Quarta-feira que vem (2 de fevereiro), em Ibagué, o Corinthians precisa vencer, ou empatar com gols, para se classificar para a fase de grupos. Empate de 0 a 0 leva a decisão para os pênaltis.

Alguns evitaram falar passando reto pela zona mista (setor no qual os jogadores são, teoricamente, obrigados a passar e falar se quiserem com os jornalistas). Bruno César, Danilo, Júlio César e até Jucilei, sempre solicito, deixaram o local com cara fechada.

Outros preferiram a “a saída pela esquerda”. Dentinho e o presidente Andrés Sanchez, que sempre gosta de dar entrevistas irônicas na zona mista, preferiu sair por trás. Roberto Carlos tentou a estratégia, mas foi flagrado e acabou concedendo a entrevista mais longa da madrugada (com exceção de Tite, que ficou mais tempo do que o habitual). Ronaldo passou reto na zona mista, mas já havia dado entrevista no campo, para a emissora que detém o direito de transmissão.

“Triste pela atuação da equipe. Não gostamos de jogar mal. Temos que dar um pouquinho mais, cada um um pouquinho mais, para vencer na Colômbia e conseguir a classificação. Já joguei prévia na Champions (Liga dos Campeões), e é assim. Sempre complicado, difícil”, disse o lateral-esquerdo.

Alguns deram explicações. Os zagueiros Chicão e Leandro Castán, o meia Edno e o atacante Jorge Henrique, este normalmente avesso à entrevistas, lamentaram, todos com expressões assustadas.

“Nosso time teve oportunidades, a bola acabou não entrando. A ansiedade atrapalhou um pouco, mas acho que podemos viajar e conseguir uma vitória. Nosso time tem o que melhorar, é começo de temporada e isso vai melhorar”, disse Chicão.
 

Leia tudo sobre: CorinthiansLibertadores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG