Tamanho do texto

Goleiro contrariou discurso de jogadores que evitam demonstrar alegria diante de antigas equipes

Jogador do Corinthians e prestes a reencontrar o Avaí , clube em que foi revelado, Renan contrariou discurso comum de jogadores que evitam demonstrar alegria ao fazer gol diante de antigas equipes. Se tivesse oportunidade de balançar a rede, ele admite que comemoraria.

Renan volta ao estádio em que se consagrou
AE
Renan volta ao estádio em que se consagrou

Siga a página do iG Corinthians no Twitter

"Tem gente que pensa, quando volta a jogar contra o clube em que foi formado, em não comemorar. Eu tenho carinho e respeito pelo Avaí, mas, se fizesse um gol, comemoraria sim, porque a minha casa agora é o Corinthians", justificou o goleiro nesta quinta-feira, mesmo considerando que por ser goleiro, esta cena não será fácil de acontecer.

Entre para a torcida virtual do Corinthians

A declaração de Renan foi feita com autoridade. Apesar de jovem - tem apenas 20 anos -, o goleiro mostra firmeza nas entrevistas. Antes de falar sobre eventuais comemorações, ele foi perguntado sobre como seria o retorno em si à Ressacada, onde jogou por quatro anos.

"É o lugar que abriu todas as portas para mim no futebol. É muito bom voltar lá, mas agora defendo as cores do Corinthians. Então a gente vai para lá em busca de um resultado positivo. Não é porque é meu ex-clube que vou pensar diferente. A partir do momento em que entra em campo, tem que honrar a camisa que veste", ressaltou o goleiro, que fará seu segundo jogo.

Seu reencontro com o estádio catarinense e os torcedores do Avaí está marcado para as 16 horas (de Brasília) deste domingo, em jogo válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.