Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Corinthians vence Santos no clássico e encosta no líder Palmeiras

Nas bolas paradas, o antes reserva Fábio Santos decide e Liédson fecha o placar com golaço por cobertura

Levi Guimarães, iG São Paulo |

nullA crise pós-eliminação na Libertadores parece ter sido definitivamente afastada pelo Corinthians. Com uma vitória por 3 a 1 sobre o Santos no Pacaembu, o time comandado pelo técnico Tite chegou na tarde deste domingo a 19 pontos no Campeonato Paulista e já é o vice-líder, apenas um ponto atrás do Palmeiras, além de único time ainda invicto na competição.

Depois de se despedir do atacante Ronaldo antes da partida, a torcida presente no Pacaembu viu o brilho improvável do antes reserva Fábio Santos. Foi o lateral-esquerdo quem abriu o placar no primeiro tempo em bela cobrança de falta e quem voltou a colocar o Corinthians na frente ao converter pênalti no segundo tempo.

O “substituto” de Ronaldo no ataque, Liédson, mais uma vez demonstrou que vive uma ótima fase. Já aos 40 do segundo tempo, puxou contra-ataque em velocidade e marcou o terceiro encobrindo o goleiro Rafael.

Destaque santista na temporada 2011 até aqui, o meia Elano fez o gol da equipe do litoral no clássico e se isolou na artilharia do Paulistão com sete gols. Isso porém, não foi suficiente para o jogador evitar o fim de um tabu. Em seu décimo jogo contra o Corinthians, ele perdeu pela primeira vez. Antes haviam sido sete vitórias e dois empates em nove partidas.

Na rodada do próximo fim de semana, a décima do Campeonato Paulista, o Corinthians volta a jogar no Pacaembu e recebe o Grêmio Prudente. A partida acontece no sábado, às 18h30. O Santos, por sua vez, tenta se recuperar enfrentando o São Bernardo na Vila Belmiro, jogo que acontece no mesmo horário, mas no domingo.

O jogo

Muito preocupados em se estudarem nos primeiros minutos do clássico, Corinthians e Santos começaram a partida com muitas trocas de passes no meio de campo e poucas jogadas mais agudas. Assim, até os 15 minutos as melhores oportunidades de gol saíram do lado corintiano, em dois chutes de Paulinho de fora da área. Mas ambos foram facilmente defendidos por Rafael.

Do lado santista, o primeiro bom momento veio aos 17, quando Elano cobrou uma falta levantando a bola na área e Durval cabeceou, mas viu a bola sair pouco acima do gol de Júlio César.

Com as defesas dos dois times levando vantagem sobre os ataques, o placar só foi inaugurado em uma bola parada. Aos 23 minutos, o lateral-esquerdo Fábio Santos executou uma linda cobrança de falta. A bola saiu em curva, passando pela barreira e entrando no ângulo esquerdo. Corinthians 1 a 0.

A desvantagem no placar fez com que o Santos saísse mais para o jogo e as chances passaram a ser criadas. Com Neymar apagado, a equipe do litoral tentou com Diogo, que chutou de fora da área, por cima do gol e com Elano, em cobrança de falta direto para fora.

Aos 41 minutos, porém, o empate saiu. Depois de brigar pela bola com a zaga corintiana, Elano chutou da meia lua, tirando a bola do alcance de Júlio César. Foi o sétimo gol do meio campista no Campeonato Paulista, isolando-o como artilheiro da competição.

No retorno após o intervalo, o árbitro Raphael Claus chegou a se reunir com os capitães das duas equipes para discutir a continuidade do jogo, por conta da forte chuva no Pacaembu. Mas depois de uma breve conversa decidiram continuar normalmente.

A etapa final começou mais movimentada. Logo aos 4 minutos, o Santos fez boa jogada coletiva pela direita, que terminou com um chute de Elano da entrada da área corintiana, mas o gol acabou sendo evitado por Júlio César, que fez ótima defesa.

Quando o Santos ameaçava estabelecer um certo domínio do jogo, porém, o Corinthians voltou a ficar na frente. Dentinho foi derrubado na área e na cobrança do pênalti Fábio Santos marcou seu segundo gol no clássico. Bola na esquerda, goleiro na direita e 2 a 1 no placar.

Tentando lançar seu time ao ataque, Adílson Batista trocou Rodrigo Possebon, Róbson e Danilo por Adriano, Maikon Leite e Zé Eduardo respectivamente. As alterações, contudo, não surtiram a mudança esperada em campo e, apesar de aumentar a presença santista no ataque, o segundo tempo passou sem que Júlio César tivesse trabalho para evitar o empate.

Aos 40 minutos, o Corinthians ainda conseguiu aumentar com Liédson, que marcou pela quinta vez em quatro jogos desde que voltou ao Corinthians. Lançado em velocidade, ele carregou a bola até próximo à área santista e tocou com sutileza para encobrir o goleiro Rafael. 

FICHA TÉCNICA – CORINTHIANS 3 x 1 SANTOS

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo
Data: 20 de fevereiro de 2011, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus
Assistentes: Luis Alexandre Nilsen e Marcio Jacob
Cartões amarelos: Ralf, Wallace (Corinthians); Possebon, Arouca, Danilo, Edu Dracena, Elano (Santos)

GOLS:
Corinthians – Fábio Santos, aos 23 minutos do primeiro tempo; Fábio Santos, aos 15, e Liédson aos 40 minutos do segundo tempo
Santos – Elano, aos 41 minutos do primeiro tempo

CORINTHIANS: Júlio César; Alessandro, Wallace, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, e Morais (Luis Ramirez); Jorge Henrique, Dentinho (Bruno César) e Liedson.
Técnico: Tite

SANTOS: Rafael; Danilo (Zé Eduardo), Durval, Edu Dracena e Léo; Arouca, Possebon (Adriano), Róbson (Maikon Leite) e Elano; Diogo e Neymar.
Técnico: Adilson Batista

Leia tudo sobre: corinthianssantoscampeonato paulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG