Equipe paulista administrou a pressão e conseguiu marcar com Liedson e Paulinho, chegando ao décimo jogo de invencibilidade

nullVitória, recorde igualado e liderança isolada. A arrancada do Corinthians neste Campeonato Brasileiro parece imparável. Nesta quarta-feira, a vítima foi o Botafogo , que perdeu por 2 a 0, em São Januário, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com os três pontos, o time paulista chega ao sétimo jogo seguido com vitória e, de quebra, iguala o recorde de 10 partidas de invencibilidade no Campeonato Brasileiro de pontos corridos, que pertencia justamente ao Botafogo, em 2007.

Apesar de sofrer com a pressão inicial do Botafogo, o Corinthians soube se defender e cadenciar a partida, marcando com Liedson aos 43 minutos do primeiro tempo. Na segunda etapa, o time segurou a pressão do adversário, teve uma bola na trave com Emerson e ainda ampliou a contagem com Paulinho, nos acréscimos.

Entre para a Torcida Virtual do seu time e convide seus amigos

Com a vitória o Corinthians chega aos 28 pontos em 10 jogos, isolado na primeira posição. Já o Botafogo segue na sexta colocação, com 16 pontos. Na próxima rodada, o Botafogo viaja até Curitiba, onde enfrenta o Atlético-PR no próximo sábado, às 18h30, na Arena da Baixada. Já o Corinthians recebe o Cruzeiro no domingo, às 16h, no estádio Pacaembu, pela 11ª rodada.

O Jogo
As duas equipes começaram com o mesmo esquema, o 4-2-3-1. O que fez a diferença nos primeiros minutos da partida foi a marcação sobre pressão. O Botafogo apertava a saída de bola do Corinthians e conseguia imprimir seu ritmo. Buscando principalmente o atacante Caio, pela direita do ataque, o time carioca criava as principais situações de perigo, mas a zaga corintiana afastava os cruzamentos.

Siga o Twitter do iG Corinthians e receba notícias do time em tempo real

Apesar da partida movimentada, a primeira chance clara de gol só aconteceu aos 19 minutos do primeiro tempo. Após cobrança de escanteio, a defesa do Corinthians afastou mal e o zagueiro Fábio Ferreira girou, mas o chute acabou saindo por cima do gol de Julio Cesar.

Enquanto o time carioca tentava acelerar as jogadas, fazendo a ligação para os pontas, o Corinthians procurava cadenciar a partida. O lateral-direito Welder era bastante acionado e, aos 21, levou a bola até a linha de fundo e cruzou para Liedson, que tentou uma bicicleta, mas acabou furando.

Siga o Twitter do iG Botafogo e receba notícias do time em tempo real

Aos 25 minutos, a torcida do Botafogo se empolgou. Caio fez fila pela direita e foi derrubado perto do bico da grande área. O volante Renato, que fazia sua estreia (discreta até aquele momento), foi para a bola, mas mandou para longe do gol. A partida caiu um pouco de rendimento. O Botafogo não pressionava tanto a saída de bola e já não comandava a partida, mas o Corinthians apenas cadenciava e também não criava muito perigo.

Corinthians equilibra partida
Se tinha mais posse de bola que o adversário, o Botafogo não arriscava tanto em gol. E finalmente quando chutou, acertou a trave em bela jogada de Herrera, que invadiu a área e bateu de perna esquerda, aos 39 minutos.

A resposta ao chute na trave do Botafogo foi mortal. Aos 43 minutos, Jorge Henrique recebeu na meia esquerda e deu lindo passe para Fábio Santos, que, nas costas do atacante Caio, foi até a linha de fundo e cruzou para Liedson completar, abrindo o placar em São Januário no final do primeiro tempo.

As duas equipes voltaram do intervalo sem alterações , mas desta vez, quem começou melhor foi o Corinthians. Logo aos 12 minutos, Paulinho deu ótimo passe para Welder, que chegou batendo cruzado, mas a bola passou raspando a trave direita do gol de Jefferson.

Notando que o time não tinha força ofensiva, Caio Júnior resolveu trocar o atacante Caio pelo estreante Alexandre Oliveira, passando Herrera para o lado direito da linha de armadores.

No Corinthians, com dores, Jorge Henrique saiu para a entrada do atacante Emerson. O Botafogo tentava pressionar, mas já mostrava sinais de desorganização tática. Aos 17 minutos, o técnico Caio Júnior ainda teve que substituir Lucas Zen, com dores, para a entrada do lateral-esquerdo Márcio Azevedo.

Atacante Herrera lamenta lance perdido pelo Botafogo em São Januário
AE
Atacante Herrera lamenta lance perdido pelo Botafogo em São Januário
Em uma das raras oportunidades que teve para empatar na segunda etapa, o Botafogo mostrou que realmente não vivia uma boa noite. Herrera recebeu bom passe dentro da área, cortou a marcação mas adiantou demais a bola, dando um carrinho em Leandro Castán e levando cartão amarelo.

Pouco inspirado, o meia Maicosuel também foi substituído no Botafogo, aos 29 minutos, por Thiago Galhardo. O ‘Mago’ deixou o campo bastante vaiado pela torcida, que costuma aplaudir o jogador.

Aos 38 minutos, Alex, que havia entrado na vaga de Willian, deu ótimo passe para Emerson, que saiu na cara de Jefferson e deu um leve toque por cima. A bola caprichosamente bateu na trave e a zaga afastou o perigo. Poucos minutos depois, o goleiro Julio Cesar sofreu um choque na área e machucou o dedo, mas como o Corinthians já havia feito três alterações, o camisa 1 permaneceu em campo.

Nos acréscimos, ainda deu tempo do Corinthians ampliar. Em rápido contra-ataque, Alex lançou Edenílson, que chutou cruzado para boa defesa de Jefferson. No rebote, Paulinho apenas teve o trabalho de empurrar para as redes. Vitória merecida e liderança isolada para o Corinthians.

FICHA TÉCNICA – BOTAFOGO 0 X 2 CORINTHIANS

Local: Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 20 de julho de 2011, (quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Público: 9.525
Renda: R$ 135.010,00
Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva e Cristhian Passos Sorence (ambos GO)
Cartões amarelos: Herrera (BOT); Liedson e Fábio Santos (COR)

GOLS
Corinthians – Liedson, aos 43 minutos do primeiro tempo; Paulinho, aos 48 minutos do segundo tempo

BOTAFOGO: Jefferson, Alessandro, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Lucas Zen (Márcio Azevedo); Marcelo Mattos, Renato, Maicosuel (Thiago Galhardo), Elkeson e Caio (Alexandre Oliveira); Herrera
Técnico: Caio Júnior

CORINTHIANS: Julio Cesar; Welder, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Willian (Alex), Jorge Henrique (Emerson) e Liedson (Edenílson)
Técnico: Tite

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.