Tamanho do texto

Atacante não finaliza, e time paulista faz 3 a 0 no Atlético-GO no estádio do Pacaembu lotado

O Corinthians nem precisou contar com Adriano para voltar à liderança do Brasileirão. Com gols de Leandro Castán, Willian e Alex, o time de Tite venceu o Atlético-GO sem sustos no Pacaembu lotado e aproveitou a derrota do Vasco diante do Internacional para ser novamente o melhor time do país. O atacante entrou no fim do jogo e tocou pouquíssimas vezes na bola.

O triunfo coloca o time do Parque São Jorge com 51 pontos, um a mais que o time carioca, que agora é vice-líder. O Atlético-GO, que não perdia há seis rodadas, segue com 38 pontos, na 12ª colocação e deixou escapar a chance de subir quatro posições para ficar a cinco pontos do G5.

Siga o Twitter do iG Corinthians e receba as notícias do seu time em tempo real

A vitória começou a ser construída logo no início da 1ª etapa. Aos 9 minutos, Castán, de cabeça, abriu o placar. O Corinthians passou a controlar o resultado e só atacava sem precisar arriscar muito. Aos 37, Willian aproveitou uma trombada de zagueiros e ampliou. Quatro minutos depois, o até então sumido Alex ampliou o triunfo.

null

Na etapa final, as atenções ficaram ainda mais focadas em Adriano. Com o placar de 3 a 0, a torcida já começou mais a cobrar Tite pela estreia do camisa 10 do que para que aumentasse o placar. Dentro de campo, o time apenas trocava passes e controlava a volta para a liderança. Aos 35 minutos, Adriano finalmente entro, mas tocou na bola uma vez só para dar um passe.

Veja como ficou a classificação do Campeonato Brasileiro após esta rodada

Na próxima rodada, o Corinthians joga de novo em casa contra o Botafogo, às 21h50, na quarta-feira. Já o Atlético-GO segue fora de casa e enfrenta o Avaí, na Ressacada, às 16h, na quarta-feira, por causa do feriado nacional.

O jogo

O Corinthians começou já agitando os mais de 30 mil presentes no Pacaembu. Logo aos 9 minutos, Leandro Castán subiu mais alto que toda a zaga, desviou cobrança de escanteio e abriu o placar para os donos da casa. Aos 15, quase que o zagueiro amplia o placar sem querer. Ele deu um bicão para afastar o perigo e viu a bola quicar por cima de Márcio. O goleiro se recuperou a tempo de evitar o gol.

O gol acalmou o Corinthians, que pouco tentou aumentar a sua vantagem nos minutos seguintes. O time conseguia controlar a posse de bola e esperar sempre os melhores momentos para criar a oportunidade, sem precisar forçar contra a marcação do Atlético-GO, ao mesmo tempo em que Júlio César precisava se mexer para não perder o aquecimento.

Aos 32, o goleiro trabalhou pela primeira vez no jogo. Felipe bateu falta de muito longe, e Júlio César fez a defesa tranquila em dois tempos. Nem deu tempo da torcida corintiana sentir medo. Cinco minutos depois, Willian aproveitou que dois de seus adversários se chutaram e deu um belíssimo toque quase que no ângulo de Márcio. Quatro minutos depois, Alessandro enfiou para Alex, que enfiou o chute forte de perna direita para ampliar o placar.

No 2º tempo, Hélio dos Anjos tentou armar uma reação colocando Vítor Júnior e Joílson, para reforçar o meio de campo além de evitar que os dois jogadores que já tinham cartão amarelo pudessem ser expulsos. O time teve uma leve melhora na criação, conseguiu chegar mais ao campo do adversário, mas sempre errou na hora de finalizar.

Aos 14, Anselmo criou a grande chance do Atlético-GO até então. Ele recebeu bola pela direita e chutou forte, forçando Júlio César a fazer uma boa defesa. Foi um dos poucos sustos durante os 90 minutos. Aos 21, a torcida já até esqueceu do jogo e passou a gritar para que Adriano pudesse fazer sua estreia no Corinthians. Enquanto isso, o atacante apenas fazia aquecimento atrás do gol de Júlio César.

Aos 26 minutos, o treinador resolveu atender o chamado da torcida que lotava o Pacaembu. Seguido pelas câmeras, o atacante foi conversar com Tite. O primeiro a entrar, no entanto, foi Edenílson, no lugar de Willian. Só aos 35, no entanto, o atacante entrou no lugar de Alex. Logo que entrou, já deu seu primeiro passe para a alegria da torcida. Mal sabiam os mais de 30 mil ali presentes que aquele seria o único toque do atacante na bola.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 3 X 0 ATLÉTICO-GO

Local : Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data : 9 de outubro de 2011, domingo
Horário : 18h (de Brasília)
Árbitro : Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes : Kleber Lucio Gil (SC) e Julio Cesar Rodrigues Santos (RS)
Público : 33.609 pagantes
Renda : R$ 1.222.980,00
Cartão amarelo : Rafael Cruz, Leonardo e Agenor (ATG) Jorge Henrique (COR)

GOLS
CORINTHIANS
: Leandro Castán, aos 9 minutos do 1º tempo, Willian, aos 37 minutos do 1º tempo e Alex, aos 41 minutos do 1º tempo

CORINTHIANS : Julio César, Alessandro, Paulo André, Leandro Castán e Fábio Santos; Moradei, Paulinho, Alex (Adriano) e Danilo; Jorge Henrique (Ramirez) e Willian (Edenílson).
Técnico
: Tite.

ATLÉTICO-GO : Márcio, Rafael Cruz (Joílson), Leonardo, Anderson e Thiago Feltri; Agenor (Vítor Júnior), Marino, Ernandes e Bida; Felipe (Diogo Campos) e Anselmo.
Técnico
: Hélio dos Anjos.