Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Corinthians vence, assume liderança e embala para o clássico

Time fez 3 a 0 no Oeste e contou com tropeço do rival São Paulo para virar líder antes do duelo de domingo

Bruno Winckler, iG São Paulo |

Líder e classificado. Esta atraente combinação de palavras, aos olhos do torcedor do Corinthians, foi conquistada nesta quarta-feira após a vitória tranquila por 3 a 0 sobre o Oeste, no Pacaembu, pela 15ª rodada do Paulistão. Com o resultado, a equipe de Tite chegou a 34 pontos, assumiu a liderança isolada do Estadual e garantiu matematicamente a classificação entre os oito primeiros colocados do torneio.

Com quatro rodadas por vir, o Corinthians não pode mais ser alcançado pelo nono colocado, neste momento o São Caetano, com 20 pontos. Mais que o bom resultado conquistado, a liderança tomada do São Paulo após a derrota do time do Morumbi para o Paulista dá motivação extra ao Corinthians para se manter à frente do rival depois do clássico do próximo domingo na Arena Barueri. O São Paulo permaneceu com 31 pontos.

null

Contra o Oeste, o torcedor no Pacaembu viu em campo a formação ideal do Corinthians, com os 11 preferidos por Tite nesta reta final da primeira fase do Paulistão. A escalação inicial contra o time de Itápolis foi utilizada pela primeira vez no campeonato e salvo algum problema de lesão ou suspensão será a escolhida não só para o clássico de domingo como para as três partidas derradeiras desta primeira fase contra Botafogo-SP, São Caetano e Santo André.

Com o trio de ataque formado por Liedson, Dentinho e Jorge Henrique e contando com ótima participação dos volantes Ralf e Paulinho, o Corinthians não teve trabalho para construir sua vitória. Paulinho, no primeiro tempo, e Liedson, no segundo, deixaram sua marca contra a quarta melhor defesa do Estadual com 12 gols sofridos. O atacante corintiano manteve sua ótima média de gols e chegou ao décimo gol em nove jogos no Paulistão. Ele divide a artilharia com Elano, do Santos, que não jogou nesta rodada.

O Oeste, apesar da derrota, se mantém no grupo dos classificados, em oitavo lugar, com 21 pontos. O time de Itápolis tentará a recuperação na próxima rodada contra o Noroeste, sábado, em casa.

O jogo
A manifestação da torcida corintiana após o primeiro gol do Paulista contra o São Paulo, em Jundiaí deixou claro no Pacaembu que a noite desta quarta-feira seria totalmente favorável à equipe do Parque São Jorge. Com o bom resultado vindo do interior, bastava ao Corinthians fazer sua parte para assumir a liderança da competição. E a equipe de Tite a fez sem muitos percalços.

O Oeste, dono de campanha respeitável no Estadual, não se intimidou muito ao jogar no Pacaembu e nos primeiros de jogo tentou jogar no campo de defesa corintiana, pressionando a saída de bola do time mandante, esperando por uma brecha para atacar. A iniciativa, porém, não foi eficiente, e o Corinthians conseguiu neutralizar qualquer tentativa mais pontual do time de Itápolis.

Sem sofrer muitas ameaças, o Corinthians construiu suas principais chances de gol na base do toque de bola. Morais contava com a boa movimentação de Liedson e Dentinho além da presença constante de Ralf e Paulinho no ataque, para conduzir as jogadas da equipe.

No início do jogo, em um contra-ataque puxado por Paulinho, o volante lançou Jorge Henrique na ponta direita que teve condições boas para cruzar. O atacante mandou para a área e Dentinho, com tempo para dominar e chutar, mandou a bola com força para fora do gol do Oeste, rente à trave direita de Fábio aos nove minutos do primeiro tempo.

Em contra-ataque, Marino, que entrara no lugar de Léo Salino na lateral-direita do Oeste, chegou à linha de fundo e cruzou na medida para Anselmo Ramon chutar de primeira contra o o gol de Júlio César, que bem posicionado fez boa defesa, na única grande chance do time de Itápolis no primeiro tempo aos 30 minutos.

Aos 35 minutos, depois de muito insistir, o Corinthians marcou seu primeiro gol. Morais cobrou escanteio no meio da área e Paulinho, muito bem posicionado, subiu mais alto que a defesa do Oeste e de cabeça anotou seu segundo gol no Campeonato Paulista.

O placar antes do intervalo mostrava justiça com o que foi o jogo. O Oeste não conseguia complicar e o Corinthians dominou o jogo.

Não foi diferente na volta dos vestiários, quando logo aos quatro minutos, Liedson marcou seu gol. O artiilheiro do Paulistão recebeu passe de Dentinho na entrada da área e com categoria chutou colocado no canto esquerdo de Fábio. Um minuto antes, Dentinho já perdera outra grande chance de ampliar. A vitória corintiana nunca foi colocada à prova nesta quarta-feira.

Após o gol, o Corinthians segurou um pouco suas ações, talvez já se preservando para o grande jogo de domingo. O Oeste chegou a chutar algumas bolas contra o gol de Júlio César, mas o goleiro pouco trabalho teve.

Do outro lado, Fábio não podia dizer o mesmo. Aos 28 minutos, após boa jogada de Bruno César, que acabara de entrar no lugar de Jorge Henrique, o meia deixou Liedson na cara do goleiro. O atacante chutou colocado, Fábio espalmou, a bola sobrou para a zaga que ao tentar afastar chutou contra as pernas de Dentinho. A bola acabou entrando.

Após o terceiro gol, a torcida do Corinthians já começou a cantar gritos de provocação ao São Paulo, rival de domingo. A liderança foi comemorada pelos 8.600 pagantes que estiveram no Pacaembu, mas o que eles querem de verdade é que o tabu sem derrotas para o rival seja mantido no domingo.

FICHA TÉCNICA – CORINTHIANS 3 x 0 OESTE

Data: 23 de março de 2011, quarta-feira
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: José Claudio Rocha Filho
Assistentes: Marco Antonio Monteiro Bagatella e Mauro André de Freitas
Público: 8.600 pagantes
Renda: R$ 267.012,50

Cartões Amarelos: Chicão, Ramírez (COR); Dionísio, Cris (OES)
Gols: Paulinho, aos 34 minutos do 1º tempo; Liedson, aos 4 e Dentinho aos 28 minutos do 2º tempo

CORINTHIANS: Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Morais (Ramírez) e Jorge Henrique (Bruno César); Dentinho e Liedson (Willian).
Técnico: Tite.

OESTE: Fábio; Adriano Alves, Cris (Caldeira), Paulo Miranda; Léo Salino (Marino), Dionísio, Márcio Passos, Roger e Fernandinho; Anselmo Ramon (Alex Willian) e Fábio Santos.
Técnico: Luís Carlos Martins.
 

Leia tudo sobre: CorinthiansCampeonato Paulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG