Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Corinthians tira estrelas, mas é feito isolado. Veja critério dos clubes

Diferentemente dos italianos, times brasileiros não apresentam padrão na hora de decidir forma de "eternizar" conquistas histórica

Pedro Taveira, iG São Paulo |

AE
Corinthians decidiu retirar estrelas que ficam acima do escudo do clube no uniforme
O Corinthians anunciou na última quarta-feira a decisão de retirar de seu uniforme as estrelas que acompanham seu escudo . A justificativa do departamento de marketing do clube é a de que as conquistas são muitas, nenhuma mais importante do que a outra. Sendo assim, o símbolo é o que deve ser valorizado.

A decisão, independentemente do motivo apresentado pelos corintianos, expõe a desordem dos times brasileiros até na hora de decidir como “eternizar” seus títulos. Diferentemente da Itália, que impõe às equipes critérios rígidos na adoção de estrelas nos uniformes, no Brasil não há consenso.

LEIA TAMBÉM: Corinthians tira estrelas da camisa e valoriza escudo do clube

Para os italianos, uma estrela dourada é colocada no distintivo dos times que conquistam dez campeonatos nacionais, os chamados scudettos. É uma honraria à excelência nos esportes. Atualmente, apenas três clubes têm esta honra: Inter de Milão, uma estrela (18 títulos); AC Milan, uma estrela (18), e Juventus, 2 estrelas (27).

Já por aqui, cada clube, grande ou pequeno, possui seu próprio critério na hora da homenagem. Normalmente as estrelas aparecem em alusão a títulos importantes, mas nem sempre é assim. Veja o significado das estrelas para os maiores clubes do país:

Atlético-MG
Carrega uma única estrela dourada, em alusão ao Campeonato Brasileiro de 1971. Entre 1997 e 1999, porém, o clube exibiu duas estrelas vermelhas em homenagem aos títulos da Copa Conmebol de 1992 e 1997.

Bahia
As duas estrelas acima do escudo são exibidas graças ao bicampeonato brasileiro do time em 1959 e 1988.

AE
Neste ano, Cruzeiro alterou usar símbolo com e sem referência à "tríplice coroa"
Botafogo
Conhecido como clube da estrela solitária, apelido recebido em 1942, o Botafogo já homenageou em seu uniforme a conquista do tetracampeonato carioca obtido entre 1932 e 1935.

Corinthians
Passou a exibir estrelas em seu uniforme após a conquista de seu primeiro Brasileirão, em 1990. Repetiu o fato nos três títulos nacionais seguintes e no Mundial de clubes da Fifa de 2000. Agora, terá somente o escudo.

Cruzeiro
Desde sua fundação, carregou em sua camisa somente o “Cruzeiro do Sul”, grupo de estrelas que inspirou o nome do clube. Nem o símbolo era exibido, o que mudou somente nos últimos anos. Passou a mostrar também uma coroa devido à “tríplice coroa”, as conquistas dos Campeonatos Mineiro e Brasileiro e da Copa do Brasil em 2003.

Flamengo
Atualmente, a única estrela exibida no uniforme rubro-negro é homenagem ao título mundial de 1981. Mas não é raro encontrar camisas da equipe com quatro estrelas alinhadas em alusão aos quatro tricampeonatos cariocas conquistados em 1942 a 44, 1953 a 55, 1978 a 79 (foram dois em um só ano) e 1999 a 2001.

Agência Globo
Hoje, uniforme do Flamengo homenageia apenas conquista do Mundial de clubes de 1981
Fluminense
O clube das Laranjeiras carrega três estrelas douradas graças aos três tricampeonatos cariocas obtidos em 1917 a 19, 1936 a 38 e 1983 a 85.

Grêmio
Possui três estrelas, uma de bronze, uma de prata e outra de ouro. A primeira homenageia os dois títulos brasileiros do clube (1981 e 1995). A segunda é alusão às duas Taças Libertadores (1983 e 1996). Já a última é graças à conquista do Mundial de clubes de 1983.

Marcos Nagelstein/Vipcomm
Internacional retirou estrelas de seus escudo após seu centenário, em 2009
Internacional
Atualmente o clube tem postura semelhante à adotada pelo Corinthians: nada de estrelas. Mas nem sempre foi assim. Já foram homenageados Campeonatos Brasileiros, Copa do Brasil, Libertadores, Mundial e Recopa. Todos foram abolidos em 2009, ano de seu centenário.

Palmeiras
As estrelas palmeirenses estão em seu escudo. São oito, que dizem respeito ao mês de agosto, o oitavo do ano e no qual o clube foi fundado em 1914. Mas já houve tempo em que eram exibidas quatro estrelas douradas em comemoração ao tetracampeonato brasileiro (1972, 1973, 1993 e 1994).

Santos
As famosas duas estrelas douradas que ficam acima do escudo santista dizem respeito aos títulos mundiais de 1963 e 1963.

São Paulo
No meio da década de 1990, já bicampeão mundial, o clube adotou duas estrelas douradas em seu símbolo. Mas nada ligado ao futebol. A homenagem é às conquistas de Adhemar Ferreira da Silva, uma lenda do salto triplo brasileiro. As estrelas do futebol, vermelhas, vieram depois e representam os Mundiais de clubes de 1992, 1993 e 2005.

Vasco
Dos clubes grandes do país, o Vasco é que apresenta critério mais brando nesta questão. São oito estrelas ao todo: quatro homenageando os Campeonatos Brasileiros de 1974, 1989, 1997 e 2000, uma pelo Campeonato Sul-Americano de 1948, uma pela Copa Libertadores de 1998, uma pela Copa Mercosul de 2000 e uma pelo Campeonato de “Terra e Mar” (estadual de futebol e remo) de 1945.

AE
Vasco possui oito estrelas sobre seu escudo em alusão a diversos torneios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG