Tamanho do texto

Após estreia em vitória, atacante que está muito acima do peso não diz quando estará 100%

Ninguém no Corinthians quer dar uma data para que Adriano chegue a 100% de suas condições físicas. O preparador físico, Fábio Mahseredjian, usou a expressão “jogo a jogo”, enquanto que o técnico Tite tentou tirar a pressão em cima do atleta, dizendo que o importante é a regularidade de um grupo e não de um só atleta.

Na entrevista, o comandante corintiano também pediu calma para o torcedor e mostrou que não aprovou a parte do estádio que pediu a entrada do camisa 10 logo na metade do 2º tempo do jogo desta quinta-feira, que terminou em 3 a 0 diante do Atlético-GO.

Siga o Twitter do iG Corinthians e receba as notícias do seu time em tempo real

“Foi só uma parte da torcida que pediu ele. Tínhamos 36 mil aqui no Pacaembu e grande parte entendeu que tudo faz parte de um processo. Para mim, é fácil, porque eu poderia dar a camisa para ele jogar, mas as coisas não são assim. Tenho que ter costas largas e absorver a emoção, deixando que buzinem no meu ouvido. Quero dar a ele uma real condição de jogo bom, aos poucos. Mas é importante destacar que o Moradei também voltou. O bom é ver que o Corinthians manteve uma regularidade. Neste campeonato não dá para ficar só alto, mas ele não abaixou tanto”, disse Tite. “Se o torcedor vaiar e pedir Adriano, ele vai atrapalhar o time”.

O comandante também classificou o primeiro tempo disputado neste domingo como um dos melhores do campeonato. Foram três gols marcados e a vitória definida nos 45 minutos iniciais, quebrando a confiança que o Atlético-GO tinha por não perder há seis jogos.

Logo depois, ele voltou a ser questionado sobre as condições de Adriano e disse que a estreia do camisa 10 foi promovida apenas para brindar a torcida que lotou o estádio do Pacaembu e destacou o apoio que o Imperador tem do seu grupo.

“Colocamos para brindar a torcida e para dar a ele a adrenalina e apressar o processo de recuperação. Precisamos do Adriano 100% neste campeonato. Queria também brindar o grupo, que gosta muito dele. Vocês puderam ver que o Ramirez ficou cara a cara com o gol e passou para ele", finalizou Tite.