Times têm elencos com jogadores rodadas, mas o clube paulista leva vantagem, com Alex, Danilo, Liédson, Jorge Henrique e outros

AE
Adriano foi importante no Brasileirão de 2009 e agora tem experiência para ser decisivo
O Flamengo de 2009 ensinou, o Fluminense de 2010 aprendeu e os candidatos ao título do Campeonato Brasileiro de 2011 querem se especializar em uma fórmula que tem dado certo: ter jogadores experientes no elenco para ser campeão. Há dois anos, Petkovic e Adriano foram os principais nomes do título nacional do Fla. Depois, foi a vez do calejado Muricy ser campeão brasileiro no Flu, com um time de jogadores consagrados e experientes, como Deco, Émerson e Fred. Agora Vasco e Corinthians tentam seguir a mesma receita, mas o time paulista leva vantagem.

Veja como está a disputa pelo título do Campeonato Brasileiro

Se for observada a média de idade dos melhores times do Brasileirão, há quase um empate entre Vasco e Corinthians. O líder do campeonato tem média de 25,4, enquanto o time paulista tem 25,1. Ambos superam os melhores rivais na briga pelo título, Botafogo e Flamengo , que até chegam perto, mas ficam abaixo, com 24,5 e 24,1.

Mas esse "empate técnico" entre Vasco e Corinthians pode ser decidido de uma forma: basta ver o número de títulos importantes conquistados pelos principais jogadores de cada time. Dessa forma, é possível medir quem tem mais jogadores prontos para decidir o Brasileirão.

No elenco coritiano é possível apontar mais atletas com títulos importantes. E em alguns casos essas conquistas são até mais relevantes do que qualquer vitória dos jogadores vascaínos. Dois atletas exemplificam bem isso: Danilo e Alex, destaques do meio-campo do Corinthians, têm títulos mundiais - o primeiro venceu pelo São Paulo em 2005 e o outro pelo Internacional , no ano seguinte. E ambos participaram de títulos da Copa Libertadores nos mesmos anos.

Leia também: Botafogo e Vasco levam vantagem com viagens curtas na reta final

Com conquistas um pouco mais modestas, mas pelo menos nacionais, existem ainda Liédson, Jorge Henrique, Émerson e Alessandro. Tudo isso sem contar com Adriano, que não tem jogado com frequência, mas ainda pode entrar em forma e colocar sua vasta experiência à disposição. Ele é o dono do currículo com títulos mais importantes, como Copa América e Copa das Confederações pela seleção brasileira , além dos Campeonatos Italiano e Brasileiro.

Já no Vasco há uma grande dependência de Juninho e Felipe nesse quesito. Somados os título de ambos, existem conquistas nacionais e internacionais, inclusive fora do país, na França e no Catar. Mas no elenco vascaíno apenas Éder Luis e Eduardo Costa podem chegar perto dos dois. O primeiro tem os títulos do Campeonato Brasileiro de 2008 e do Português de 2010, mas em ambos ele foi apenas coadjuvante. Já o volante foi campeão de Copas nacionais, como a Copa da Liga da França e a Copa do Rei, na Espanha.

Veja mais: Felipe e Juninho foram escalados juntos apenas em 19% dos jogos

Juninho Pernambucano tem uma carreira marcada por títulos na França, pelo Lyon
AE
Juninho Pernambucano tem uma carreira marcada por títulos na França, pelo Lyon

Entre os outros protagonistas do Vasco, como Fernando Prass, Dedé e Diego Souza, os títulos são apenas regionais ou de Série B. A Copa do Brasil deste ano, conquistada pelo time carioca, trouxe alguma experiência para jovens que têm um papel importante no elenco vascaíno, como Rômulo, Fágner, Allan e Bernardo, mas talvez seja pouco para que eles fiquem prontos para os jogos decisivos do Brasileirão.

Aliás, essa importância que os jovens tem no Vasco não se repete no Corinthians. No Parque São Jorge o volante Paulinho, com 23 anos, e o atacante Willian, com 24, são casos raros no time, que está mais acostumado a depender de jogadores rodados, como Liédson (33), Danilo (32), Alex (29) e Jorge Henrique (29).

É com jogadores experientes, rodados e campeões como esses que o Corinthians têm se preparado para a reta final do Brasileirão. Afinal, as últimas partidas do campeonato foram marcadas pelo nervosismo, e o título só tem sido decidido na última rodada. Para enfrentar momentos quentes como esses, a presença de jogadores experientes no elenco tem sido fundamental. Basta lembrar de Ronaldo Angelim, em 2009 com 34 anos, fazendo o gol do título flamenguista. Esse lance deixou uma lição e o Corinthians parece ter aprendido com perfeição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.