Tamanho do texto

Diminutivo não agradou à comissão técnica, que pediu para garoto adotar Welder no futebol profissional

Weldon é uma das caras novas do Corinthians
Futura Press
Weldon é uma das caras novas do Corinthians
A comissão técnica do Corinthians pediu e Weldinho , novo lateral-direito do clube, passará a ser chamado agora por Welder, seu nome de batismo, sem diminutivo.

“Para mim, tanto faz, mas acharam que assim fica com maior respeito, não sei. Mas para mim pode Welder, Weldinho. Seja como for, é meu nome”, comentou o garoto de 20 anos, que fará sua estreia no domingo, contra o Flamengo, no Engenhão. Ele foi titular no primeiro coletivo que Tite comandou em Extrema-MG, nesta quinta-feira.

Tite confunde
Como o garoto está há pouco mais de um mês treinando no Corinthians, os jogadores ainda o chamam de Weldinho, nome com o qual foi apresentado. Tite, inclusive, chegou a trocar o “D” pelo “T”, o chamando por engano de Weltinho.

Agora, para não ter erro, ele será Welder, sem “inho”. Após o fechamento da janela de transferências em julho, quando o Corinthians passar a adotar a numeração fixa dos jogadores, o nome que aparecerá nas costas do lateral será sem o diminutivo.

Já como Welder, o garoto pareceu assustado após sua primeira entrevista antes de sua estreia pelo Corinthians. Com frases curtas e pouco conclusivas, o substituto do contundido Alessandro disse ser uma honra estrear contra o time de maior torcida do Brasil, fora de casa, e, principalmente, enfrentar Ronaldinho Gaúcho.

“Vou encarar de maneira profissional para fazer um grande papel, mas todos acompanharam o Ronaldinho e eu não sou diferente. É um jogador de qualidade e vou tentar me dar bem durante o jogo”, disse o jogador nascido em Franca e formado nas categorias de base do Paulista.

Contratado por conta da boa performance que teve no Estadual deste ano, Welder destacou-se principalmente pelo bom apoio ao ataque. Tite, contudo, quer que o jogador não deixe de defender bem, como faz o titular Alessandro. “O Tite me deu uns toques para eu melhorar a defesa e espero ir bem. Dá um frio na barriga, sim, estrear pelo Corinthians, eu não esperava que minha chance viesse tão cedo, mas estou preparado e quero agarrar essa chance e fazer um bom papel”, disse Welder.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.