Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Corinthians provoca Fla em nota sobre CBF. Veja repercussão nos clubes

Corinthians diz ser o time mais popular do Brasil e São Paulo aproveita a saída de Ricardo Teixeira para se aproximar da CBF

iG São Paulo |

O Corinthians divulgou nesta segunda-feira nota oficial sobre a mudança no comando da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Além de desejar êxito a José Maria Marin, novo presidente da entidade, o clube paulista, indiretamente, provocou o Flamengo.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

No segundo parágrafo da nota oficial, o Corinthians diz ser o clube mais popular do país. Com isso, reascendeu uma das maiores polêmica do futebol brasileiro sobre qual clube tem a maior torcida do Brasil. No ano passado, em pesquisa divulgada pelo Ibope, Flamengo e Corinthians apareceram empatados em primeiro lugar. No entanto, o levantamento foi feito apenas nas 12 maiores regiões metropolitanas do território nacional.

Leia mais: Marin troca Ronaldo por Romário e diz que medalha era presente

São Paulo:

O São Paulo, que sempre teve péssima relação com Ricardo Teixeira, aproveitou a mudança para se aproximar da CBF. Também em nota oficial, o clube do Morumbi ressaltou que José Maria Marin é são-paulino e esteve no Morumbi, no último domingo, para acompanhar a vitória por 2 a 1 contra a Portuguesa.

Veja também: Parreira vê forte pressão no amigo Teixeira e clama por continuidade

“O Dr. Marin é um advogado ilustre, com uma trajetória importante no futebol. Inclusive com experiência dentro do campo. Temos plena confiança de que ele vai trazer um novo momento para o futebol brasileiro. Desejamos a ele toda sorte e apoio neste momento", disse o presidente Juvenal Juvêncio.

Flamengo:

A presidente Patricia Amorim não acreditava na saída de Ricardo Teixeira.

"Estou chocada. Apesar de tudo que vinham falando, eu não esperava essa saída dele agora. É realmente surpreendente. Espero que respeitem o Estatuto, encaminhem o futuro da CBF da maneira mais democrática e não prejudiquem a organização do Campeonato Brasileiro. Vamos aguardar."

Internacional:

O presidente Giovanni Luigi falou sobre a importância da criação de uma liga ou instituição que represente os clubes.

"Espero que a CBF continue agindo de uma forma que proteja os clubes, esteja atenta com o comitê local da Fifa no Brasil e que os clubes acabem se organizando, assim como tínhamos o clube dos 13. Que possamos ter uma Liga ou alguma instituição que represente os clubes. Espero que o presidente melhore de saúde. Sempre houve uma boa relação nossa com a CBF. Espero que continue assim."

Santos:

O presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro aproveitou para pedir mudanças no calendário do futebol brasileiro.

"A entidade continuará tendo no nosso clube um parceiro ético, leal e agregador, empenhado na tarefa de racionalização do calendário do futebol nacional como fonte para o crescimento dos clubes e maior intercâmbio com outros mercados."

Leia tudo sobre: CorinthiansCBFSão PauloFlamengo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG