Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Corinthians perde para o Coritiba, mas se mantém na liderança

Derrotado por 1 a 0, clube do Parque São Jorge continua na ponta ajudado por tropeços dos rivais

Gazeta |

O Corinthians não conseguiu fazer valer a liderança no Campeonato Brasileiro e foi derrotado por 1 a 0, pelo Coritiba , neste domingo, no estádio Couto Pereira. O tropeço poderia tirar o clube do Parque São Jorge da ponta do Nacional, contudo, Vasco e Flamengo - que poderiam ultrapassar a equipe paulista na tabela - também vacilaram e perderam, respectivamente, para América-MG e Bahia .

O Coritiba vinha de momento ruim no Brasileirão após ser derrotado pelo Atlético-GO , mas conseguiu a recuperação com um gol de Jonas , de cabeça, marcado aos 27 minutos da etapa complementar. Com o resultado deste domingo, o Coritiba vai aos 29 pontos e ocupa provisoriamente a oitava colocação. O Corinthians, por sua vez, segue na liderança com 40 pontos ganhos.O São Paulo é o novo segundo colocado (com 38), seguido por Vasco (também 38), Botafogo (37 e um jogo a menos) e Flamengo (36).

Corinthians e Coritiba enfrentarão equipes cariocas, que estão na disputa pelo título, na quinta-feira. O clube paulista fará confronto direto com o Flamengo no Pacaembu, enquanto os paranaenses irão a São Januário para jogar contra o Vasco.null

O jogo

Teoricamente com uma formação mais ofensiva, o Corinthians apostou nos contra-ataques rápidos para incomodar o Coritiba no Couto Pereira. O atacante Emerson, que seria o homem de referência no lugar do suspenso Liedson, preferiu se encarregar de trazer a bola do meio-campo para a frente com a agilidade. Restava ajustar os passes para os seus companheiros.

Já o Coritiba contava com a pressão exercida por sua torcida para acuar o adversário. Um dos mais inspirados jogadores do time da casa era o meia Rafinha (homenageado com a camisa 100), que pedalava diante de seus marcadores sempre que tinha a oportunidade. Em uma dessas ocasiões, aos nove minutos, ele aproveitou uma disputa de bola com Paulinho para cair na área e pedir pênalti. O árbitro Wilton Pereira Sampaio mandou o jogo seguir.A torcida do Coritiba, então, passou a se irritar com a arbitragem. "Vergonha! Vergonha! Vergonha!", gritou o público, após algumas marcações a favor do Corinthians. Os jogadores do time da casa se deixaram contagiar pelo clima. Em um curto espaço de tempo, Anderson Aquino, Leandro Donizete, Léo Gago e Lucas Mendes foram punidos com o cartão amarelo.

O Corinthians tentou aproveitar a instabilidade emocional do Coritiba para abrir o placar. Aos 27 minutos, Emerson recebeu assistência de Willian e finalizou cruzado. O goleiro Vanderlei vibrou bastante quando a bola foi para fora, rente à meta. Aos 37, ele precisou se esticar para espalmar uma cobrança de falta do zagueiro Chicão. O técnico Tite se entusiasmou tanto com o bom momento que reclamou (e foi advertido) do excesso de faltas no jogo.

Mas o Corinthians não podia se descuidar defensivamente. Embora não desse tanto trabalho ao goleiro Julio Cesar, o Coritiba conseguia levantar a sua torcida quando aparecia no ataque. No final do primeiro tempo, por exemplo, o ex-corintiano Tcheco emendou de primeira de fora da área, a bola desviou em Chicão e acertou o lado externo da rede. Antes, Jonas já havia desviado um chute com o calcanhar e assustado a defesa corintiana.

AE
Tcheco tenta escapar da marcação de Ramon na vitória do Coritiba sobre o Corinthians
O Coritiba iniciou o segundo tempo com ainda mais disposição, apesar de não ser tão envolvente. Para resolver o problema, o técnico Marcelo Oliveira colocou Caio e Everton Costa nos lugares de Anderson Aquino e Léo Gago. Já Tite respondeu com uma troca na armação do Corinthians. Danilo, que estava apagado em campo, cedeu o seu lugar para Alex.

As mudanças surtiram efeito para o Coritiba, com mais volume de jogo. Aos 27 minutos, o gol. Rafinha gingou na esquerda e cruzou na área, onde Everton Costa escorou de cabeça. Jonas completou, também pelo alto, para as redes. Festa no Couto Pereira. Pouco depois, um leve susto: Tcheco deslocou o dedo médio da mão esquerda, em cena impressionante, porém voltou a campo.

As últimas cartadas de Tite para alcançar o empate foram as entradas do meia Morais e do jovem atacante Taubaté nas vagas de Moradei e Jorge Henrique. Não adiantou. O máximo que o Corinthians conseguiu antes do apito final do árbitro foi acertar a bola na trave duas vezes, com chutes de Alex, aos 41 e aos 46 minutos.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 0 X 0 CORINTHIANS

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 4 de setembro de 2011, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Marrubson Melo Freitas (DF) e Fabrício Vilarinho da Silva (GO)
Cartões amarelos: Anderson Aquino, Leandro Donizete, Léo Gago, Lucas Mendes, Emerson (Coritiba); Chicão, Willian (Corinthians)
Gols: CORITIBA: Jonas, aos 27 minutos do segundo tempo

CORITIBA: Vanderlei; Jonas, Emerson, Jéci e Lucas Mendes; Leandro Donizete, Léo Gago (Everton Costa), Tcheco e Rafinha; Marcos Aurélio (Willian) e Anderson Aquino (Caio)
Técnico: Marcelo Oliveira

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Ramon; Moradei (Morais), Paulinho e Danilo (Alex); Jorge Henrique (Taubaté), Emerson e Willian
Técnico: Tite

Leia tudo sobre: brasileirão 2011corinthianscoritiba

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG