Time paulista perdeu chance de abrir vantagem, mas não perde a ponta nesta rodada

null

O Corinthians perdeu a chance de abrir seis pontos de frente na liderança do Campeonato Brasileiro. Em casa, contra o Figueirense, perdeu por 2 a 0 e se manteve com 37 pontos a uma partida do fim do primeiro turno. O time catarinense, com sua segunda vitória fora de casa no campeonato, chega a 26 pontos e assume provisoriamente a oitava posição. Torce contra Fluminense e Coritiba neste domingo.

A derrota mantém o Corinthians na liderança mesmo com vitória do Flamengo neste domingo, contra o Internacional, em Porto Alegre. O time carioca tem duas vitórias a menos que o Corinthians. O revés também impediu que o Corinthians comemorasse o título simbólico do primeiro turno. Mesmo assim, uma vitória na última rodada, contra o Palmeiras, dará a melhor a campanha do turno ao time do Parque São Jorge.

O Corinthians agora tem uma semana de treinos antes do clássico contra o Palmeiras, dia 28, em Presidente Prudente. O Figueirense, por sua vez, joga em casa na última rodada do primeiro turno. Recebe o rival Avaí no Orlando Scarpelli.

Veja a classificação completa do Campeonato Brasileiro

O jogo
Antes do jogo o técnico Jorginho justificou a campanha ruim da equipe atuando fora de Florianópolis – com apenas uma vitória até ali – usando o estilo de jogo da sua equipe como o motivo principal. Segundo o técnico, o time catarinense joga em casa e fora agredindo o rival e assim abre espaços para o adversário.

Avançando a marcação, o time visitante pressionou a saída de bola do Corinthians e criou duas boas oportunidades de gol logo de cara. Porém, em ambas, o goleiro Júlio César teve participação decisiva evitando o gol rival. A chuva intermitente que caiu durante todo o dia na cidade de São Paulo atrapalhou as duas equipes. O gramado molhado fez com os jogadores escorregassem algumas vezes atrapalhando as jogadas de ataque.

O Corinthians, após os primeiros bons minutos do Figueirense, equilibrou a partida. Teve a posse de bola, mas mesmo assim não criou chances muitas claras com a bola rolando. A melhor chance do Corinthians veio de bola parada. Aos 13 minutos João Paulo fez falta em Alex na intermediária, próximo à meia lua. Chicão cobrou bem e acertou o travessão de Wilson. A partir dali o Figueirense recuou a marcação e passou a esperar o Corinthians dar espaços para o contra-ataque.

Assim, o Figueirense chegou ao gol que garantiu o placar favorável do primeiro tempo. O atacante Júlio César, muito veloz e sem posição fixa na linha de frente da sua equipe, se movimentou muito e levou perigo duas. Na primeira, em chegada pela direita, acertou a rede pelo lado de fora, aos 31. Quatro minutos depois, na esquerda, passou fácil por Alessandro e cruzou na medida para Wellington Nem abrir o placar.

O Corinthians terminou o primeiro tempo com 62% de posse de bola, mas assustou pouco o Figueirense. Após o gol sofrido, em cobrança de escanteio, Jorge Henrique escorou de peito para gol mas sem força. Foi só e o Corinthians, como na quarta-feira, contra o Atlético-MG, foi para o vestiário perdendo.

E como no último jogo, Tite tentou a mesma tática para buscar a virada. Sacou um lateral para apostar em Emerson. Desta vez, ao invés de Alessandro, Tite tirou Welder, improvisado na esquerda. Jorge Henrique, como fizera na quarta-feira, virou lateral-esquerdo.

Enquanto em Ipatinga, contra o Atlético-MG o Corinthians logo conseguiu dois gols antes dos 10 minutos, desta vez, no Pacaembu, nada de gols. Errando muitos passes, o time paulista não conseguiu chegar com perigo. O Figueirense, na dele, segurou o jogo e pouco ameaçou.

Com um terço do segundo tempo e ainda perdendo, Tite fez nova mudança. Danilo, um dos que mais erravam passe no meio campo e pendurado com um cartão, foi sacado para a entrada de mais um atacante: Willian. E na primeira bola, o ex-jogador do Figueirense acertou a trave de Wilson, aos 16 minutos. Logo em seguida, após passe de Liedson, Emerson chegou cara a cara com o gol do Figueirense, mas chutou para fora.

Depois disso, o Corinthians pouco criou e o Figueirense, bem posto atrás, segurou o time da casa e esperou o contra-ataque. Nos acréscimos, com essa postura, o time catarinense chegou ao segundo gol nos acréscimos, com Pittoni, aos 47 minutos do segundo tempo. Resta ao Corinthians buscar o título do primeiro turno no dia 28, contra o Palmeiras.

FICHA TÉCNICA – CORINTHIANS 0 x 2 FIGUEIRENSE
Local:
Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 20 de agosto de 2011, sábado
Horário: 18h (de Brasília)
Árbitro: Fabrício Neves Corrêa (RS)
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison e Júlio César Rodrigues Santos (ambos do RS)
Cartões amarelos: Danilo (COR); João Paulo (FIG)
Renda: 26.356 pagantes
Público: R$ 890.674,50

Gol: Wellington Nem, aos 35 minutos do 1º tempo. Pittoni, aos 47 minutos do 2º tempo.

CORINTHIANS: Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Welder (Emerson); Ralf, Paulinho (Edenilson), Danilo (Willian) e Alex; Jorge Henrique e Liedson. Técnico: Tite.

FIGUEIRENSE: Wilson; Bruno, João Paulo, Edson Silva, Juninho; Ygor, Túlio, Maicon (Coutinho) e Wellington Nen (Roger); Fernandes (Pittoni) e Júlio César. Técnico: Jorginho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.