Segundo jornal, arena em Itaquera custará um total de R$ 600 milhões, sendo que R$ 400 milhões serão financiados pelo BNDES

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861433455&_c_=MiGComponente_C

O Corinthians entregou na última sexta-feira, junto ao Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo, um documento em que oficializa a construção de um estádio com capacidade para 65 mil pessoas para a abertura do Mundial de 2014. De acordo com o projeto, o custo total da obra ficará em R$ 600 milhões. Como R$ 400 milhões devem vir do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), a dúvida agora é sobre como serão financiados os outros R$ 200 milhões.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo , o Corinthians ainda tem esperanças em reduzir o valor da construção, uma vez que as exigências que a Fifa fará determinarão a necessidade ou não de maiores investimentos.

De acordo com o documento entregue ao COL, a arena localizada em Itaquera tem previsão de entrega para o final de 2013, o que impossibilitaria a utilização do estádio na Copa das Confederações, que ocorrerá na metade daquele ano, também no Brasil. No entanto, segundo a Folha , o Corinthians ainda tem esperança de que as obras acabem a tempo de se realizar a competição. Para isso, o clube deseja que as licenças necessárias para o início da construção sejam feitas rapidamente.

No projeto do estádio corintiano, várias exigências da entidade máxima do futebol mundial para a abertura da Copa do Mundo já estão previstas, como a existência de complexo de TV, centro de mídia, área para camarotes, estacionamentos, entre outros.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.