Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Corinthians oferece a Liedson mais do que ele ganha em Portugal

Se negócio for concretizado, atacante terá o terceiro maior salário perdendo apenas para Ronaldo e Roberto Carlos

Marcel Rizzo, iG São Paulo |

O Corinthians ofereceu um salário "gordo" para convencer o atacante Liedson a deixar o Sporting. O jogador está insatisfeito em Portugal, onde tem vencimentos e premiações atrasados, e gostou da oferta corintiana em torno de R$ 300 mil mensais. Ele teria o terceiro maior salário do elenco, perdendo para Ronaldo (que fatura cerca de R$ 1,2 milhão mês, com projetos de marketing) e de Roberto Carlos (entre R$ 400 mil e R$ 500 mil mensais, variável porque também é turbinado com projetos extra campo).

Liedson recebe menos em Portugal. O contrato atual com o Sporting, que vale até meados de 2012 (com preferência para mais uma temporada), é de 1,2 milhão de euros por ano, ou 100 mil euros mensais (R$ 220 mil). Aos 33 anos, ele tem o maior salário do elenco e o Sporting, apesar de não ter um substituto à altura, não deve criar empecilho para a saída - o problema é negociar a dívida. A princípio a liberação seria gratuita ou poderia envolver alguns jogadores ou uma quantia em dinheiro abaixo do valor do atleta no mercado.

“O Liedson tem algumas propostas. Por isso é impossível falar onde pode jogar”, disse Marcelo Goldfarb, um de seus empresários. Dois outros clubes brasileiros procuraram o jogador e o Sporting, mas se a oferta corintiana for recusada o destino deve ser o futebol árabe, que pagaria mais do que os R$ 300 mil oferecidos pelo Corinthians. A preferência do atleta, porém, é retornar ao Brasil.

O valor oferecido é alto porque a diretoria corintiana tem pressa em encontrar um centroavante que possa ser opção a Ronaldo. O Fenômeno vive crise técnica e física e não rende o que Tite espera. É certo que ele cumprirá o contrato até dezembro, mas jogando menos. Por isso a necessidade de um atacante competente.

O presidente Andrés Sanchez também quer dar uma satisfação à torcida, que cobrou reforços. Para esta temporada só foram contratados jogadores para compor elenco, como o meia peruano Luís Ramirez e o atacante Willian, ex-Figueirense. A possibilidade real de eliminação na primeira fase da Libertadores (é preciso vencer ou empatar com gols com o Tolima, quarta-feira, na Colômbia) faz com que o dirigente queira preparar uma boa notícia para acalmar os torcedores em caso de tragédia.

O dinheiro estava reservado a Luís Fabiano, do Sevilla, ou Adriano, da Roma, mas as duas negociações fracassaram. Liedson era um sonho antigo de Sanchez, que trabalhou diretamente com o jogador em 2003, quando o atacante participou de fracassada campanha na Libertadores, mas foi campeão paulista. Em 33 jogos, ele fez 22 gols.

A carreira começou apenas aos 23 anos, depois de ser empacotador em supermercado no interior da Bahia. Do Poções-BA foi para o Paraná, onde se destacou no Coritiba e acabou no Flamengo e depois no Corinthians. Desde 2003 defende o Sporting e jogou a Copa do Mundo de 2010 por Portugal (ele é naturalizado).

Leia tudo sobre: CorinthiansCampeonato Paulista 2011Ronaldo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG