Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Corinthians não vê vantagem em jogar menos que rivais do Paulista

Único grande clube com atenção exclusiva no Estadual, Corinthians ainda lamenta eliminação na Libertadores

Bruno Winckler, iG São Paulo |

Entre os principais candidatos ao título paulista, o Corinthians é aquele que menos tem jogado em 2011. Enquanto Palmeiras, São Paulo e Santos dividem suas atenções com Copa do Brasil e Libertadores, o time do Parque São Jorge se preocupa exclusivamente com o Paulistão, o que faz a equipe ter longos dias de preparação entre uma partida e outra.

AE
Tite não aponta vantagens do Corinthians por estar mais "folgado"

Apesar das semanas cheias de treinos, geralmente vistas como o ideal para o condicionamento físico, os preparadores do Corinthians não vêem vantagem da equipe em jogar pouco em relação aos rivais.

“A gente de prepara mais, mas joga menos. Nós treinamos para o jogo. Se jogamos menos, acabamos que temos de dosar os treinos de uma forma diferente ao ideal”, comentou o preparador físico do Corinthians, Eduardo Silva, o Dudu.

Para ele o ideal para todos os clubes é estabelecer uma sequência de jogos que intercalem jogos às quartas e aos domingos com eventuais folgas durante a semana.

“O recomendável é estabelecer um padrão com quatro jogos a cada duas semanas: domingo, quarta, domingo e domingo”, comentou.O Corinthians jogou contra o São Paulo no dia 27 de março e depois enfrentou o Botafogo-SP uma semana depois.

Agora, novamente com um intervalo de sete dias a equipe terá outro compromisso, contra o São Caetano, neste domingo. E será assim até o final do campeonato se por acaso a equipe conseguir chegar às finais nos dias 8 e 15 de maio.

“Não há vantagem para o Corinthians. Jogador prefere jogar a treinar. Quando se treina muito e joga pouco o próprio atleta se irrita, e se desgasta em nível de estresse”, comentou Dudu, justificando a folga das segundas-feiras que os atletas vêm recebendo após as rodadas.

Para compensar a falta de partidas, a comissão técnica também descarta realizar jogos treinos durante a semana. “Não encontraríamos adversários a altura. Não podemos jogar com times de quarta divisão. Com o time da minha cidade, Itajobi (interior de São Paulo) seria um desgaste desnecessário e sem retorno técnico”, avalia Dudu.

O jeito para lidar com a falta de jogos foi adaptar-se à realidade. E para o preparador físico do Corinthians, não adianta projetar como serão os próximos dias. O Corinthians pode ficar de férias no dias 24 de abril, um mês antes da estreia no Campeonato Brasileiro. Nesta data será a primeira partida do mata-mata do Paulistão.

“A gente não pode ser pessimista. Tem de acreditar que vamos chegar na final e é para isso que trabalhamos”, comentou. Na fase eliminatória do Paulistão, uma derrota significa eliminação. Será assim nas quartas de final, dia 24, e na semifinal, dia 1º de maio. E a estreia no Brasileirão acontece só no dia 22 do mês que vem.

O técnico Tite acredita que o rivais, por estarem em um nível de competição mais alto que o Corinthians com outros torneios pela frente, podem ter certa vantagem. "Dá para ser campeão de dois torneios simultâneos. Eu fui campeão regional com o Grêmio (em 2001) e isso alavancou e deu confiança para a Copa do Brasil. Os outros clubes podem fazer o mesmo nesse ano", avalia.

Leia tudo sobre: corinthianscampeonato paulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG