Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Corinthians marca nos acréscimos e empata na estreia da Libertadores

Ralf salva o Corinthians, que fica no 1 a 1 com o Deportivo Táchira na Venezuela

Bruno Winckler, iG São Paulo |

Com empate arrancado aos 47 minutos do 2º tempo, o Corinthians começou tropeçando a sua caminhada na Libertadores de 2012. Em San Cristóbal, na Venezuela, o Corinthians buscou seu gol nos acréscimos, numa cabeçada de Ralf, e ficou no 1 a 1 para o Deportivo Táchira , time que ocupa o sexto lugar na atual edição do campeonato venezuelano.

Leia também: Ralf reconhece má atuação no 1º tempo, mas exalta ponto conquistado

Previsível, criando poucas alternativas de ataque, o Corinthians não foi nada parecido ao time que bateu o São Paulo no último domingo. Mesmo atuando com a mesma formação, a equipe quase não assustou o time rival. O gol de Ralf apagou de certa forma a má atuação da equipe. "Fomos mal no primeiro tempo, mas esse empate teve sabor de vitória", disse o camisa 5 corintiano.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A delegação corintiana volta a São Paulo nesta quinta-feira, mas só retoma os treinos na sexta-feira. Os titulares não devem ser utilizados na partida deste sábado, contra o São Caetano, pela oitava rodada do Campeonato Paulista. O próximo compromisso na Libertadores será no dia 7 de março, no Pacaembu, contra o Nacional (PAR). O Cruz Azul lidera o grupo 6 da Libertadores com 3 pontos. Corinthians e Táchira seguem com um ponto e Nacional ainda não pontuou.

AFP
Paulinho arma o desarme sobre o rival Garcia
O jogo
Tite apostou na formação do time que venceu o clássico contra o São Paulo e manteve Jorge Henrique no time ao invés de entrar com Alex, poupado no último domingo. O Táchira, com cinco homens no meio campo e apenas um atacante, tentou fechar os lados do campo e os avanços de Emerson e Jorge Henrique.

Nos primeiros minutos, com mais interesse pelo ataque, o Corinthians foi melhor. Teve a posse de bola, controlou as ações, mas não conseguiu chegar com perigo. Emerson e Liedson tentaram tabelas por duas vezes, mas os tiros ao gol acabaram sendo bloqueados pela defesa. O Táchira, interessado em frear o Corinthians, pouco fez.

Confira ainda: Adriano passará por novo regime de concentração no Corinthians

Porém, no primeiro ataque do time venezuelano, num lance fortuito, os donos da casa abriram o placar. Após arremesso de lateral para o meio da área, Angel escorou de cabeça para a pequena área. Chicão tentou tirar, mas abola desviou em Sérgio Herrera, enganando Julio Cesar com a bola morrendo no fundo do gol aos 21 minutos.

O Corinthians criou duas boas chances de empatar logo depois de sofrer o gol. Primeiro, aos 26 minutos, Jorge Henrique levantou na área e Danilo cabeceou na trave. Dois minutos depois Emerson tabelou com Alessandro pelo lado direito do ataque e na frente do gol, dentro da área, chutou firme. Rivas fez ótima defesa e espalmou para o lado. Depois desse lance, o Corinthians nada criou. Arriscou chutes de longa distância, mas sem direção.

O Corinthians arriscou oito chutes a gol no primeiro tempo. Dois foram na direção certa. Já o Táchira, com três finalizações, saiu para o vestiário com a vantagem. Na posse de bola, o Corinthians também foi melhor. Ficou com ela em 55% do tempo.

Acompanhe os jogos da Copa Libertadores em tempo real no iG

Na volta do intervalo, sem alterações de nenhum dos lados, o Corinthians se lançou naturalmente mais ao ataque. Foi logo tendo uma boa chance de empatar. Fábio Santos, aos 3 minutos, tabelou com Alessandro na entrada da área e o lateral-esquerdo chutou rente à trave de Rivas.

Aos 10, sem nenhuma chance mais clara, Tite chamou Alex e Elton que estavam em aquecimento e substituiu Liedson e Emerson, visivelmente cansados. Com a nova dupla, o Corinthians tentou chegar por meio de bolas altas, mas não teve sucesso. A melhor chance veio com Paulinho, num chute de fora da área, aos 26 minutos. Rivas defendeu. Antes, aos 19, o Táchira chegou em contra-ataque, marcou o gol, mas Chourio, o autor do tento, estava impedido quando recebeu a bola.

E mais: Chinês corintiano consegue liberação e aguarda visto para viajar

Aos 28, Jorge Henrique, que não conseguiu repetir a boa atuação do clássico contra o São Paulo, saiu para dar lugar a Willian. A alteração, que manteve o Corinthians atuando na formação 4-4-2, com Danilo e Alex municiando Willian e Elton, não surtiu efeito prático para o Corinthians.

O Corinthians terminou o jogo com mais finalizações (20 a 7), mas em apenas quatro vezes obrigou o goleiro rival a trabalhar. Na única vez que conseguiu passar pelo goleiro, já aos 47 minutos do segundo tempo, Alex levantou na medida para Ralf cabecear e empatar o jogo. Gol que teve sabor de vitória. "O empate está de bom tamanho", disse o autor do gol corintiano.

FICHA TÉCNICA – DEPORTIVO TÁCHIRA 1 x 1 CORINTHIANS
Local: Estádio Polideportivo de Pueblo Nuevo, em San Cristóbal (VEN)
Data: 15 de fevereiro de 2012, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Wilmar Rondán (Colômbia)
Assistentes: Humberto Clavijo e Wilmar Navarro (ambos colombianos)

Cartões Amarelos: Clavijo, Garcia, Villafraz, Rivas, Chacón (TAC); Alessandro (COR)

Gol: Herrera, aos 20 minutos do 1º tempo. Ralf aos 47 minutos do 2º tempo

DEP. TÁCHIRA: Rivas; Chacón, Angel, Rouga e Clavijo; Guerrero, Casanova, Villafraz, Garcia (Martorell) e Chourio (Zapata); Herrera (Arocha). Técnico: Jaime De La Pava.

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Jorge Henrique (Willian), Emerson (Alex) e Liedson (Elton). Técnico: Tite

Entre para a torcida virtual do Corinthians e o ajude a se manter no topo do ranking

Leia tudo sobre: corinthianslibertadores 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG