Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Corinthians lucra ao menos R$ 15 milhões com linha de carnes

Carnes do Corinthians serão vendidas pelo preço de mercado, em diversas redes de São Paulo, a partir do dia 21 de dezembro

Gazeta Esportiva |

A grande festa que o Corinthians promoveu para celebrar a parceria com a Vale Grande Indústria e Comércio de Alimentos S/A, na noite desta quarta-feira, no salão nobre do Parque São Jorge, não foi sem motivo. O clube lucrará ao menos R$ 15 milhões nos próximos cinco anos ao vender a sua marca para a produção de uma linha de carnes.

Pelo acordo firmado com o Corinthians, a empresa pagará ao menos R$ 3 milhões por ano ao clube para estampar o distintivo em embalagens de carnes, que contemplam os mais variados tipos de corte. O contrato é válido por cinco anos e, dependendo do lucro, o retorno financeiro corintiano poderá aumentar.

De acordo com Caio Campos, gerente de marketing do Corinthians, a vontade de investir no mercado alimentício (e em um produto inusitado) já era antiga. Existe o anseio de abrir uma franquia de açougues do clube caso o negócio de carnes seja realmente rentável.

As carnes do Corinthians serão vendidas pelo preço de mercado, em diversas redes de São Paulo, a partir do dia 21 de dezembro. Caio Campos assegura que o produto cairá no gosto de torcedores adversários. "Eu, por exemplo, compraria uma carne do Palmeiras se fosse boa. E a nossa é muito gostosa", garantiu o gerente de marketing, que saboreou recentemente um churrasco feito com a novidade.

As carnes do Corinthians foram servidas no Parque São Jorge na festa de lançamento, que contou até com um show do cantor sertanejo Leonardo. A próxima meta do departamento de marketing são os produtos farmacêuticos.

Leia tudo sobre: corinthiansfutebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG