Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Corinthians enfrenta calor e desespero do Vitória para ampliar liderança

Time paulista busca novo triunfo para se consolidar na primeira colocação. Ao Vitória só resta vencer para afastar perigo do rebaixamento

iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237859393701&_c_=MiGComponente_C

Os donos da casa lutam para não serem rebaixados e para diminuir a alegria irradiante dos rivais locais. Os visitantes para se aproximar ainda mais do título restando duas rodadas para o final do Brasileirão. Com estes objetivos claros é que Vitória e Corinthians se enfrentam neste domingo no estádio do Barradão, às 17h de Brasília (16h em Salvador).

As altas temperaturas naturais a Salvador nesta época do ano ganharão uma dose extra de calor com a importância que este duelo tem tanto na parte de cima como a parte de baixo da tabela. Eu fervo por dentro, disse Tite nesta semana ao se referir à tensão que é viver um momento tão especial dentro de um campeonato disputadíssimo como é o Brasileiro. E Tite está na cidade certa para deixar que seu corpo ferva à vontade antes e depois da partida. A expectativa para a hora do jogo é que os termômetros batam na casa dos 30°C.

Líder com 63 pontos, o Corinthians chegou à abafada Salvador no sábado e foi acalorado por uma massa de torcedores da região que transmitiu muito apoio ao time. Mais de três mil corintianos são aguardados no estádio do Vitória nesta tarde. Nesta hora a contribuição da torcida é ainda mais importante. A grandeza do momento decisivo te faz valorizar todos os gestos e o que vem das arquibancadas é o que mais toca a gente, diz Tite.

Mesmo minoria perto dos mais de 30 mil de torcedores do Vitória que deverão estar no Barradão para apoiar sua equipe, a torcida corintiana deixou claro com a manifestação no aeroporto de Salvador que tentará fazer frente aos fanáticos torcedores locais.

Uma vitória corintiana na Bahia representa muito para a definição do campeonato. Com os três pontos o time pode se tornar campeão já na próxima rodada, contra o Vasco, no Pacaembu. O Corinthians dependeria ainda de uma combinação de resultados dos rivais Fluminense e Cruzeiro, mas mesmo assim, com apenas seis pontos em disputa, o título ficaria ainda mais próximo. O Fluminense tem 62 pontos e o Cruzeiro, 60.

Só vamos pensar em possibilidade de título (contra o Vasco) se houver uma combinação de resultados. A rodada tem de passar e antes de tudo precisamos fazer a nossa parte, disse Tite.

A equipe que o treinador escalará neste domingo não conta com dois titulares. Bruno César e Dentinho estão suspensos e desfalcam a equipe. Para seus lugares Tite aposta em Danilo e Jorge Henrique. Os dois treinaram muito bem nesta semana e o treinador tem convicção de a melhor opção para o time é a entrada de ambos. Temos de manter o mesmo padrão tático que vem dando certo. As peças são diferentes, mas o que importa é que tanto o Danilo como o Jorge estão muito dispostos a ajudar. Sei que vão conseguir, disse Tite. O Corinthians vem de três vitórias seguidas e está invicto sob o comando do treinador, sofrendo apenas um gol em cinco jogos.

Se o Corinthians está sonhando alto com o título o Vitória se esforça para não ser ele o motivo das gozações em Salvador em 2011. Com a ascensão do Bahia para a primeira divisão só resta ao Vitória se manter na Série A para não permitir que o rival tome seu lugar na elite. Nas ruas de Salvador as camisas do Bahia se proliferam em apoio ao Corinthians, que pode ajudar o Vitória a caminhar para a Série B. Nossa alegria em 2010 será completa se o Vitória para a segunda divisão, disse o taxista Anderson Tobias, torcedor do Bahia, repetindo o discurso padrão entre os adeptos da equipe.

O Vitória tem 39 pontos e pode entrar na zona de rebaixamento em caso de derrota para o Corinthians. Está apenas dois pontos a frente do Avaí, que se vencer o Atlético-GO neste domingo ultrapassa o time baiano.

O técnico Antônio Lopes sabe da dificuldade que a partida lhe impõe e pede para que seus jogadores atuem com calma. Não adianta desespero. Estamos prontos para jogar de igual para igual e sair com um grande resultado, disse. O Vitória ainda perdeu para grandes times paulistas no seu estádio nesta temporada. Foram apenas quatro derrotas no Barradão para Fluminense, Cruzeiro, Botafogo e Grêmio. É hora de fazer da casa um verdadeiro caldeirão, disse o meia Ramon, que era dúvida para o jogo, mas deve atuar. Com 30°C de temperatura o Barradão vai mesmo ferver.

FICHA TÉCNICA ¿ VITÓRIA x CORINTHIANS
Local:
Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Data: 21 de novembro de 2010, sábado
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa/RS)
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa/RS) e Julio Cesar Rodrigues Santos (RS)

VITÓRIA: Viafara; Nino, Anderson Marques, Gabriel e Egídio; Neto Coruja, Uelliton, Bida (Elkeson) e Ramon; Adailton e Júnior Técnico: Antônio Lopes

CORINTHIANS: Júlio César; Alessandro, Chicão, William e Roberto Carlos; Ralf, Jucilei, Elias e Danilo; Jorge Henrique e Ronaldo Técnico: Tite

Leia tudo sobre: campeonato brasileirocorinthiansvitória

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG