Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Corinthians e Cruzeiro definem quem continua na luta pelo título

Concorrentes diretos e um ponto atrás do líder Fluminense, paulistas e mineiros duelam no Pacaembu

Bruno Winckler, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860202722&_c_=MiGComponente_C

Uma das muitas finais em um campeonato por pontos corridos terá o Pacaembu como palco neste sábado, às 19h30. Corinthians e Cruzeiro, donos respectivamente das melhores campanhas como mandante e visitante do Brasileirão, e rivais diretos pelo título nacional com os mesmos 60 pontos ¿ um a menos que o líder Fluminense ¿ encaram a partida como um divisor de águas nesta reta final do Brasileirão.

O vencedor continua sonhando com o título, já o perdedor terá, provavelmente, de se contentar com uma vaga na Libertadores do ano que vem. Não há meio termo. Após este duelo restarão apenas três jogos para cada um.

O discurso do técnico corintiano Tite é otimista já que não considera que o perdedor deste confronto fique alijado da disputa pelo título. Mesmo assim ele admite que não há espaço para erros. Quem perder não está fora. Segue na briga. Mas é claro que eu quero ganhar, abrir uma vantagem importante contra um concorrente direto. Eu considero que até última rodada ninguém vai abrir quatro pontos para ninguém, disse Tite.

Invicto desde a chegada do treinador, com três vitórias e um empate, o Corinthians vai para o jogo equilibrado, usando o termo preferido de Tite para definir sua equipe. Após a vitória no clássico contra o São Paulo, o Corinthians teve uma semana inteira de trabalhos e não enfrentou nenhum problema de lesão. Durante a semana teve ainda a notícia de que Jorge Henrique está de volta ao time, 20 dias antes do esperado. Um time não ganha campeonato, mas um grupo forte, sim. A volta do Jorge nos dá esta certeza de que nosso grupo está cada vez mais forte, disse Tite.

Jorge Henrique será opção no banco de reservas e deve atuar pelo menos 30 minutos no segundo tempo, dependendo do que acontecer na partida. Com seu retorno, todos os principais jogadores do elenco estão à disposição de Tite. O treinador confirmou que os titulares deste jogo serão os mesmos que bateram o São Paulo por 2 a 0 no último domingo.

A única preocupação corintiana são os pendurados. São seis entre os titulares: William, Roberto Carlos, Jucilei, Elias, Bruno César e Dentinho. Se algum deles receberem um cartão amarelo contra o Cruzeiro ficará de fora da partida contra o Vitória, dia 21, em Salvador.

Não vou pedir para ninguém se poupar para não receber cartão. Não é hora para isso. Claro que não sou burro de manter um jogador pendurado em campo se o jogo estiver encaminhado, mas antes do jogo não tem orientação nenhuma para ninguém, disse Tite.

Retrospecto favorável para os dois lados
Para vencer o Cruzeiro, o Corinthians aposta claro no seu bom momento, mas também no retrospecto da equipe no Pacaembu. Em 17 jogos como mandante foram 13 vitórias, dois empates e duas derrotas, um aproveitamento de 80,3%. Com ingressos esgotados desde quinta-feira, é nessa atmosfera que estará criada pela torcida que o Corinthians se apega para vencer.

Por outro lado o Cruzeiro não fica atrás quando o assunto é bom retrospecto. No caso, como o mais indigesto dos visitantes. Ninguém fez mais pontos fora de casa como o time mineiro. Com oito vitórias e quatro empates em 17 jogos, o aproveitamento da equipe de Cuca é de 54,9%, o melhor entre todos os times do Brasileirão.

O Cruzeiro é muito perigoso fora de casa, já mostrou isso em vários jogos. O sinal de alerta tem de estar ligado porque se eles chegaram a essa condição no campeonato é porque foram merecedores, disse o capitão William.

O atacante Wellington Paulista, do Cruzeiro, brinca que é natural o Cruzeiro ser o melhor visitante já que não pôde atuar no Mineirão neste campeonato. Todos nossos jogos são como se fossem fora de casa. Estamos acostumados a viajar e jogar fora do Mineirão, talvez seja por isso que nossa campanha seja tão boa fora de casa, disse.

Uma das vitórias do Cruzeiro fora de casa foi, inclusive, conseguida no Pacaembu. Contra o Palmeiras, na última rodada do primeiro turno, de virada, por 3 a 2. Contra o Corinthians, nas duas últimas vezes que esteve no Pacaembu, o Cruzeiro também saiu vitorioso: 1 a 0 em 2009 e 3 a 0 em 2007.

O Cruzeiro está preparado para esta reta final da competição, que será muito complicada e exigirá bastante de todos os jogadores de nossa equipe. Temos um confronto difícil e importante contra o Corinthians nesse fim de semana, que será fundamental para nossas pretensões. Espero poder ajudar nossa equipe a sair com os três pontos, disse o destaque da equipe mineira, o meia argentino Montillo.

O técnico Cuca reconhece a força da sua equipe como visitante, mas antes disso valoriza as qualidade do Corinthians para esta partida. Segundo ele, o time paulista é muito mais do que Ronaldo. O Ronaldo é um grande jogador, eu não preciso falar dele, vocês conhecem tanto quanto a gente, mas eles têm o Dentinho, Bruno César, a chegada do Elias, do Jucilei, a força de marcação do Ralf, a chegada do Alessandro, do Roberto Carlos, que dispensa comentários. A zaga tem Chicão e William, que jogam juntos há tempo, o goleiro Júlio César também vivendo uma grande fase, e sem falar no banco de reservas, provavelmente que tenha jogadores de alto nível. É grupo muito bom, muito forte, que vive um bom momento, disse o técnico do Cruzeiro.

Do time que enfrenta o Corinthians, a principal alteração será a entrada de Gilberto na lateral esquerda. Na zaga, Gil deve entrar na vaga de Edcarlos. No ataque Wellington Paulista volta após quatro jogos.

FICHA TÉCNICA - CORINTHIANS X CRUZEIRO

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo
Data:  13 de novembro de 2010
Horário: 19h30
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Auxiliares: Roberto Braatz (PR/FIFA) e Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA/FIFA)

CORINTHIANS: Julio César; Alessandro, William, Chicão e Roberto Carlos; Ralf, Jucilei, Elias e Bruno César; Dentinho e Ronaldo. Técnico: Tite

CRUZEIRO: Fábio; Jonathan, Léo, Gil e Gilberto; Fabrício, Henrique, Marquinhos Paraná e Montillo; Thiago Ribeiro e Wellington Paulista. Técnico: Cuca

Leia tudo sobre: campeonato brasileirocorinthianscruzeiro

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG