Nacional do Paraguai quer transferir jogo para cidade da fronteira de olho na torcida rival

O Corinthians fará sua quinta partida da Libertadores deste ano no dia 11 de abril, contra o Nacional, no Paraguai. E por uma solicitação do clube paraguaio, a partida deve ser disputada em Ciudad del Este, na fronteira com Foz do Iguaçu, no Paraná. O estádio Arsênio Érico, em Assunção, onde o Nacional manda seus jogos não foi utilizado na Libertadores por falta de condições e o clube atuou contra Cruz Azul e Deportivo Táchira no Nicolas Leoz, estádio do Libertad.

Estádio que deve receber Nacional e Corinthians no dia 11 de abril
Reprodução
Estádio que deve receber Nacional e Corinthians no dia 11 de abril

Leia também: Corinthians recebe Cruz Azul para virar líder e encaminhar vaga

O Nacional não está entre os clubes mais populares do Paraguai e tenta faturar com os fãs brasileiros do Corinthians no interior do Paraná para lotar o estádio e, assim, faturar com bilheteria.

E mais: Corinthians lidera transmissões em TV aberta no Campeonato Brasileiro

Na última semana o Corinthians recebeu um ofício do Nacional solicitando a alteração do local da partida de Assunção para Ciudad del Este. A decisão final sobre a mudança é de responsabilidade da Conmebol, que deve se pronunciar nos próximos dias. No site da entidade, ainda é divulgado o estádio do Libertad como local da partida.

Na segunda-feira, dia 19, alguns representantes do Corinthians visitaram o estádio Antonio Oddone Sarubbi, em Ciudad del Este, os hotéis de Foz do Iguaçu e aprovaram a alteração de local da partida.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O estádio foi construído em 1972 e em 1999, foi remodelado para a disuputa da Copa América. Foi neste estádio que Ronaldinho Gaúcho marcou seu primeiro gol com a camisa da seleção brasileira na goleada por 7 a 0 sobre a Venezuela. O estádio é utilizado pelo 3 de Febrero, clube da segunda divisão paraguaia e tem capacidade para 28 mil espectadores.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.