Com a vitória deste domingo no Pacaembu, paulistas chegaram aos 61 pontos e se mantêm na liderança do Campeonato Brasileiro

null

O que os quatro primeiros minutos de jogo indicavam, o segundo tempo desmentiu. A vitória no Pacaembu até veio, mas não foi nada fácil. Mesmo assim, o Corinthians fez 2 a 1 no Atlético-PR e segue na liderança do Campeonato Brasileiro, agora com 61 pontos. O Vasco, que mais tarde venceu o Botafogo , tem os mesmos 61 pontos e é o segundo colocado.

Veja como ficou a classificação do Brasileirão 2011

Os gols que decidiram a partida saíram nos primeiros quatro minutos, com Paulinho e Emerson . Depois de dominar o jogo no primeiro tempo, o Corinthians viu o Atlético-PR reagir, marcar um gol e pressionar no Pacaembu na segunda etapa.

Apesar disso, os corintianos conseguiram comemorar uma vitória que manteve o time na ponta do Brasileiro. Já os paranaenses somam 34 pontos e se complicaram mais ainda na tentativa de fugir do rebaixamento.

Leia mais: Vasco derrota o Botafogo no clássico e segue na cola do Corinthians

Na próxima rodada, o Corinthians enfrenta o Ceará, em Fortaleza, na quarta-feira, às 21h50. No mesmo dia, o Atlético-PR , tentando fugir do rebaixamento, pega o São Paulo, às 20h30, em Curitiba.

O jogo
Em casa e com o Pacaembu lotado, o Corinthians começou o jogo arrasando. Em quatro minutos, marcou dois gols que decidiram a partida.

Aos dois minutos de jogo aconteceu o primeiro. Após jogada pela direita, Liedson tocou, dentro da área, para Paulinho , que chutou para marcar.

Dois minutos depois, os paulistas ampliaram com Emerson . O atacante chutou forte, de fora da área, e fez o segundo gol da partida.

Paulinho bate de esquerda e abre o placar para o Corinthians
Gazeta Press
Paulinho bate de esquerda e abre o placar para o Corinthians
A vantagem derrubou o Atlético-PR . O time de Antônio Lopes não conseguiu chegar ao ataque do Corinthians e passou o primeiro tempo acuado, enquanto o rival dominava a partida. O Corinthians teve pelos menos três chances claras de gol para ampliar ainda no primeiro tempo.

No intervalo do jogo, Antônio Lopes mudou o ataque do Atlético-PR . Nieto entrou no lugar de Adaílton e, em três minutos, fez mais do que o substituído conseguiu em todo primeiro tempo.

Na primeira oportunidade que teve, Nieto fez jogada individual dentro da área, passou por três marcadores e chutou cruzado. Julio Cesar defendeu, mas no rebote Paulo Baier tocou no canto esquerdo e diminuiu a vantagem corintiana.

Depois do gol, os paranaenses passaram a pressionar o Corinthians , que, após dominar o jogo no primeiro tempo, sofreu. Aos 12 minutos do segundo tempo, Nieto quase empata. O atacante chutou forte de fora da área. A bola bateu no travessão e depois quicou na linha do gol.

 Pressionado, o Corinthians conseguia sair no contra-ataque. Porém, sem criar chances de gol. A primeira bola que chegou ao gol do Atlético-PR foi aos 27 minutos, em cabeçada de Danilo, defendida por Renan.

Faltando 15 minutos para o final do jogo, Adriano entrou em campo. O atacante que não tinha sido relacionado para as últimas duas partidas do Corinthians , jogou, mas pouco fez.

Sorte do Corinthians que não foi preciso. Apesar da pressão paranaense, o time conseguiu vencer e seguir na ponta da classificação do Brasileiro

FICHA TÉCNICA - CORINTHIANS 2 x 1 ATLÉTICO-PR

Data: 13 de novembro de 2011, domingo
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Horário: 17h, de Brasília
Público: 37.157
Renda: R$ 1.235,573
Árbitro: Nielson Nogueira Dias (PE)
Auxiliares: Fábio Pereira (TO) e Jossemar Diniz Outinho (PE)
Cartões: Paulinho (Corinthians), Heracles (Atlético-PR), Adaílton (Atlético-PR)
Gols: Paulinho (Corinthians), Emerson (Corinthians), Paulo Baier (Atlético-PR)

CORINTHIANS: Julio Cesar, Welder, Paulo André, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Willian (Adriano), Emerson e Liedson (Morais). Técnico: Tite

ATLÉTICO-PR: Renan Rocha, Wagner Diniz, Fabrício, Gustavo e Héracles; Deivid, Wendel, Paulo Baier e Marcinho; Guerrón (García) e Adaílton (Nieto). Técnico: Antônio Lopes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.