Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Corinthians acha Cristian caro e aprova "vaquinha" por seu retorno

Dirigentes cogitaram contratar volante, mas alta pedida fez clube apelar ao "crowdfunding" para ter o jogador de volta

Bruno Winckler, iG São Paulo |

Antes de o vídeo promocional em que o volante Cristian pede para voltar ao Corinthians ser vazado na internet, o clube paulista cogitou contratá-lo diretamente ao Fenerbahce nesta janela de transferências. Porém, o preço pedido pelo clube turco - algo em torno de R$ 16 milhões - foi avaliado muito alto pelo clube paulista e o departamento de marketing foi autorizado a dar continuidade a um projeto que pretende reunir os fundos necessários entre os torcedores para repatriar o jogador que foi ídolo no clube entre 2008 e 2009 . Cristian tem 28 anos e seu contrato na Turquia é válido até 2014.

Getty Images
Cristian em ação pelo Fenerbahce

Veja o vídeo em que Cristian pede ajuda ao torcedor para voltar ao Corinthians

Um dos responsáveis por esta ação que não é vinculado ao Corinthians confirmou ao iG que a ideia do projeto está pautada no conceito de "crowdfunding" (financiamento pela multidão ou doação coletiva) e que nos próximos dias serão divulgados no site "Volta, Cristian" os detalhes para o torcedor corintiano ajudar a atingir a quantia necessária para o Fenerbahce vender Cristian ao Corinthians.

Leia também: Presidente do Corinthians
diz vai tentar o empréstimo de Tevez

"Existe uma empresa que entrou em contato com o Corinthians. Foi feita uma pesquisa em relação a qual jogador a torcida gostaria de ver no clube e essa empresa fez uma ação para trazer o Cristian para o Corinthians. Nós da parte de futebol do clube concordamos e ele será muito bem vindo se essa conseguir", disse o diretor de futebol Duílio Monteiro Alves à rádio "Estadão/Espn".

A agência de publicidade W+K Brasil é a responsável pelo site da campanha que tentará recolher doações de torcedores o valor pedido pelos turcos pela liberação do jogador. Caso não haja sucesso, o dinheiro será devolvido aos contribuintes. Além de Cristian, a empresa tem o intuito de ajudar outros clubes a repatriarem ídolos que atuam fora do país num projeto chamado "My Own Player" (meu próprio jogador).

null

"Não tenho muitos detalhes, o contato foi feito com o pessoal do marketing. Foi questionado se o jogador, pela parte técnica, caberia no nosso elenco. A resposta foi positiva, óbvio", completou o diretor corintiano. "Se a empresa conseguir contratar o jogador, o Corinthians ficará muito satisfeito em tê-lo aqui novamente".

Para ter Cristian, o Corinthians deixou para trás o ressentimento pelo fato de o jogador ter entrado na justiça contra o clube para reaver valores que teria a receber referentes a direitos de arena. Por lei, 20% desse valor vai para os atletas e a divisão é feita de acordo com o número de partidas que cada jogador atua. Cristian pediu um valor maior do que recebeu de fato. No final de dezembro, Corinthians e jogador conseguiram um acordo e o caso foi encerrado.

Apesar do episódio, a relação de Cristian com os dirigentes do clube é boa. Em junho, o volante visitou o CT do Parque Ecológico e foi ciceroneado pelo presidente Andrés Sanchez. Uma volta ao Corinthians sempre esteve nos planos, mas o a diretoria paulista nunca se dispôs a abrir a carteira para repatriá-lo.

Reprodução
Site "Volta, Cristian" criado no projeto "My Own Player" ainda está no seu esboço

Leia tudo sobre: corinthianscristianfutebol mundialturquiafenerbahcemercado da bola

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG