Tamanho do texto

Governo ameaça fechar clubes de futebol caso seja provado o envolvimento com as fraudes de resultados

Promotores acusaram nesta quinta-feira mais 46 jogadores por suposta participação em uma esquema de manipulação de resultados no futebol da Coreia do Sul . De acordo com a agência de notícias "Yonhap", atletas de seis equipes teriam participado em um esquema de suborno.

Segundo um promotor da cidade de Changwon, os resultados de 15 partidas da liga local no ano passado foram manipulados. Além disso, 11 pessoas que não eram jogadores e que incluíam apostadores ilegais e integrantes de grupos do crime organizado também foram acusados.

Os novos acusados não incluem um grupo de ao menos 14 pessoas, incluindo dez jogadores, que foram processados em junho sob acusações semelhantes, informou Kwak Kyu-hong, porta-voz da promotoria.

O escândalo atingiu o Campeonato Sul-Coreano, que com 28 anos é a liga de futebol profissional mais antiga da Ásia, enquanto autoridades governamentais ameaçam com o fechamento de equipes se descobrir que estiveram envolvidas em qualquer caso relacionado com a manipulação de resultados.

Um ex-jogador, que supostamente estava envolvido no escândalo, foi encontrado morto em um aparente suicídio no final de maio. O principal jogador envolvido no escândalo é Choi Sung-kuk, do Suwon Samsung Bluewings, que participou de 26 partidas pela seleção da Coreia do Sul. Yeom Dong-Gyun, do Jeonbuk Hyundai Motors e ex-seleção coreana, admitiu envolvimento nas fraudes .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.