Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

SP, Brasília e Rio entregam propostas por centro de mídia da Copa

Cariocas foram os únicos a oferecer duas opções. Governador do DF compareceu pessoalmente e paulistas não se manifestaram

Vicente Seda, iG Rio de Janeiro |

São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro entregaram nesta segunda-feira ao COL (Comitê Organizador Local) as propostas de locais para sede do IBC (International Broadcast Centre ou Centro Internacional de Transmissão) da Copa do Mundo de 2014. Uma comitiva da Fifa visitará os locais em fevereiro e a decisão final sairá em julho. Apenas os representantes paulistas se recusaram a falar sobre a candidatura apresentada. O local escolhido por São Paulo é o Anhembi, enquanto Brasília oferece o pavilhão de exposições do Parque da Cidade. O Rio foi o único a acenar com duas opções: o Riocentro e um centro de convenções na Cidade Nova, próximo ao Maracanã, sede da final da competição, que ainda deverá ser ampliado caso seja escolhido.

"Estamos muito satisfeitos com o interesse das cidades. Todas mostraram um trabalho profissional, com boas propostas. Agora, será feita uma análise técnica, que vai definir o melhor local para receber o IBC”, explicou o vice-diretor executivo de operações do Comitê Organizador da Copa do Mundo da FIFA, Ricardo Trade.

Raquel Verdenacci, secretária-executiva do GT (Grupo de Trabalho) paulista, e o diretor de turismo da SP Turis, Luís Sales, foram os representantes de São Paulo.O Distrito Federal foi representado pelo seu governador, o ex-ministro do esporte Agnelo Queiroz. Já os cariocas entregaram suas propostas pelas mãos do secretário municipal de desenvolvimento, Felipe Góes.

Vicente Seda, iG Rio de Janeiro
Ricardo Trade, do COL, recebe proposta do representante do Rio, Felipe Góes, secretário de desenvolvimento municipal
Ao defender a candidatura do Rio, Góes ressaltou a importância do IBC pela repercussão mundial para a cidade que ficar com o centro de mídia. "Demos duas opções para que a entidade se sinta confortável, pois o Rio quer muito ser a sede do IBC. Essa é a casa da mídia e a mídia repercute para o mundo a realidade daquele local. Então esses formadores de opinião vão refletir o que acontece aqui para o mundo, isso é muito importante para o Rio. A cidade quer se posicionar como o grande centro da Copa do Mundo no Brasil. A competição acontece em 12 cidades, mas o Rio quer ser protagonista nesse processo".

Góes aposta na experiência da cidade com a realização do Pan, em 2007, para levar vantagem sobre os concorrentes. Ele destacou, porém, que não há possibilidade de se usar a mesma estrutura para o centro de mídia da Olimpíada de 2016 e da Copa do Mundo de 2014.

Vicente Seda, iG Rio de Janeiro
O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (à direita), entregou pessoalmente a oferta de Brasília
"São duas coisas diferentes. As necessidades são diferentes, os tamanhos são diferentes, portanto são dois procedimentos distintos. No caso da Olimpíada o local já está decidido, será construído no Parque Olímpico, perto do autódromo de Jacarepaguá. Há uma vantagem indireta importante, porque o Rio foi sede do Pan em 2007, tivemos um centro de mídia no Riocentro, então podemos mostrar a Fifa que além de uma candidatura robusta, temos experiência", explicou.

Governador de Brasília, Agnelo Queiroz fez questão de ir pessoalmente ao Rio para entregar a proposta da capital e ressaltou que o IBC é um ponto fundamental da Copa do Mundo para o Brasil, não apenas para uma cidade. Ele prometeu entregar toda a estrutura de Brasília, o estádio e também o centro de mídia, se a cidade for escolhida, até dezembro de 2012 "ou até antes".

"Não é uma luta de local, é uma competição nacional, é escolher o que é melhor para o Brasil. Estamos confiantes, mas é claro que será feito um exame técnico pela Fifa. O importante é que o Brasil está oferecendo alternativas para o IBC, que é fundamental para a realização do Mundial. O estádio também estará pronto para a Copa das Confederações (2013)", disse Queiroz.

O ex-ministro relatou os pontos positivos do projeto de Brasília que o levam a confiar na escolha da cidade para acolher os profissionais de mídia de todo o mundo. " É um espaço maravilhoso, no Parque da Cidade, perto do estádio e perto da rede hoteleira. O espaço é maior do que o mínimo exigido pela Fifa, de tal maneira que temos todas as condições de oferecer um local adequado, com a tecnologia apropriada, facilidade de acesso, segurança. É um equipamento isolado, não há outra estrutura próxima, é do governo federal, então não tem de pagar aluguel nem tirar ninguém de lá, enfim é uma situação muito favorável".
 

Leia tudo sobre: COLCopa do Mundo 2014RioBrasíliaSão PauloIBC

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG