Exigência da Fifa, a derrubada da arquibancada é adiada, nova data para detonação ainda não foi anunciada

Uma falha nas linhas de detonação de explosivos frustrou, na tarde deste domingo, a tentativa de implodir a arquibancada do Estádio Mané Garrincha, em Brasília. A derrubada da estrutura e a construção de uma nova é exigência da Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados) para que o estádio esteja apto a receber jogos da Copa do Mundo de 2014.

Foram feitas duas tentativas de derrubar a arquibancada. O objetivo era forçar a construção a tombar para o lado oposto à sua inclinação, onde foram erguidos pilares da nova estrutura. Ao todo, foram instalados 250 quilos de dinamite ao longo da arquibancada – um gigante de 27 metros de altura e 11 mil toneladas de concreto.

Havia a possibilidade de se detonar uma terceira linha. Mas a ideia foi descartada pelo GDF (Governo do Distrito Federal) e pelo consórcio responsável pelas obras, que decidiram adiar a derrubada da arquibancada. A nova data ainda não foi anunciada.

Implosão das arquibancadas do Mané Garrincha foi adiada depois de tentativa frustrada neste domingo
Felipe Sampaio, iG Brasília
Implosão das arquibancadas do Mané Garrincha foi adiada depois de tentativa frustrada neste domingo
No comunicado distribuído mais cedo à imprensa, a Secretaria de Comunicação do Social do GDF afirmou que a ação ocorreria “em milésimos de segundos”. O diretor de operações do consórcio, Dagoberto Ornelas, negou que tenha havido falha. “A situação não é tida como anormal”, disse o diretor.
“Houve uma descontinuidade da linha de fogo. Ela foi refeita, mas voltou a sofrer um corte”, explicou Ornelas. Em pronunciamento breve, o diretor acrescentou afirmou que a estrutura não oferece riscos à população, pois a área próxima ao estádio permanecerá isolada. Segundo ele novas providências serão tomadas esta segunda-feira.

O projeto inicial, orçado em R$ 696 milhões, previa a manutenção da arquibancada. A pedido da Fifa, contudo, o GDF realizou estudo que indicou que a derrubada da estrutura geraria economia de cerca de R$ 25 milhões, além de acelerar o cronograma das obras.

As detonações foram acompanhadas pelo governador em exercício do Distrito Federal, Tadeu Filipelli (PMDB). O governador Agnelo Queiroz está em viagem oficial pela Europa, na qual visita estádios que foram palco de competições internacionais.

A construção do novo Estádio Mané Garrincha foi colocada na linha de frente de prioridades do governador Agnelo Queiroz, porque Brasília está na briga para sediar a abertura da Copa. A disputa foi tema dos aniversário de 50 anos da cidade. Após as obras, o estádio terá sua capacidade expandida de 45 mil para 71 mil lugares.

nullO cronograma determina que o novo estádio seja entregue em dezembro de 2012, pois Brasília foi escolhida como uma das cinco cidades a sediar a Copa das Confederações, em 2013 – espécie de teste para a Copa do Mundo no ano seguinte.

Obra é alvo de críticas do Ministério Público (MPDFT) e do Tribunal de Contas (TCDFT) distritais. Os órgãos de controle temem que o novo estádio pode se tornar um “elefante branco”, pois alegam não haver garantias orçamentárias para que a obra seja concluída.

O Consórcio Brasília 2014, responsável pela reforma do estádio Mané Garrincha, enviou o seguinte comunicado:

- O descalçamento da estrutura (termo técnico utilizado para este tipo de demolição com uso de explosivos) não ocorreu após dois comandos dados pelos engenheiros destacados para a operação;

- A partir da não ocorrência do descalçamento, conforme planejado pelo Consórcio Brasília para as 15h30 deste domingo (15/mai), os técnicos contratados para o serviço procederam uma vistoria para detectar as possíveis causas;

- Feita a vistoria, foi constatado que houve interrupção na linha de acionamento (cordel detonante) dos explosivos. Apenas parte deles foi detonada;

- Embora não seja comum, em todo tipo de descalçamento dessa magnitude existe a probabilidade da interrupção na detonação;

- O Consórcio concluirá sua vistoria e análise dos procedimentos, juntos aos técnicos contratados, nesta segunda-feira, quando será divulgada a nova data para a conclusão do descalçamento - que acontecerá com a maior brevidade possível;

- O Consórcio esclarece que todos os procedimentos foram feitos com absoluto respeito às normas de segurança, postura que continuará embasando todas as etapas do processo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.