Em nota, a empreiteira Minas Arena diz que 40% do efetivo estádio está parado por causa da greve

A Secopa (Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo), afirmou, por meio de uma nota oficial, que a Minas Arena, empresa responsável pela reforma do Mineirão, de que os trabalhos seguem em andamento em Belo Horizonte. No início desta quinta-feira, os operários optaram por manter a paralisação enquanto um acordo entre as duas partes não é alcançado.

Em nota, a empreiteira diz que está acompanhando as negociações e aguarda uma solução rápida para a greve dos trabalhadores. De acordo com o comunicado, somente 40% do efetivo no Mineirão está parado enquanto o restante trabalha em reparos estruturais na área externa e interna do estádio.

A Minas Arena também vê as propostas oferecidas como ideais para os grevistas, que pedem além do aumento salarial e do valor das horas extras trabalhadas, melhores condições de trabalho e a entrega de cestas básicas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.