Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Dilma terá reunião com governantes sobre Copa de 2014

Presidenta se reunirá com prefeitos e governadores depois que retornar da viagem oficial que faz à China

Agência Estado |

selo

Após a viagem à China, a presidente Dilma Rousseff se reunirá com os 12 governadores e 11 prefeitos das cidades sede da Copa do Mundo para falar sobre os preparativos do Mundial. A realização da reunião foi informada nesta terça-feira pelo ministro do Esporte, Orlando Silva, durante audiência pública da Comissão de Turismo e Desporto da Câmara dos Deputados, em Brasília.

Os atrasos no cronograma das obras fizeram o presidente da Fifa, Joseph Blatter, dar um puxão de orelha nas autoridades brasileiras. "A Copa é amanhã, mas os brasileiros pensam que é só depois de amanhã", criticou Blatter, na semana passada. Para o dirigente, os preparativos da África do Sul, sede do Mundial em 2010, estavam mais avançados que os brasileiros, quando se compara o mesmo período antes do evento.

Segundo Orlando Silva, a situação dos estádios será analisada durante a reunião, assim como os projetos para a reforma e construção de aeroportos. "Procuramos responder a uma necessidade do Brasil para hoje, não apenas para a Copa do Mundo", disse o ministro.

Também deve ser feito um alerta para estimular governadores e prefeitos a prestar atenção nos calendários. Na avaliação do ministro, evoluiu-se "muito bem" na questão de estádios no ano passado, com a expectativa agora voltada para as obras de aeroportos e mobilidade urbana.

As obras estão em curso em dez das 12 cidades, com problemas "aqui ou acolá", avaliou Orlando Silva. "Em Porto Alegre, a obra anda, mas o Internacional, esta semana, vai concluir o processo para ofertar as garantias financeiras", afirmou. "Os temas surgem, questionamentos aparecem e têm sido enfrentados a contento", completou.

O ministro afirmou que acredita que ainda neste mês comecem as obras em Natal. Sobre a situação na cidade de São Paulo, Orlando Silva disse que confia no governador Geraldo Alckmin e no prefeito Gilberto Kassab para equacionar a questão.

Leia tudo sobre: copa do mundo 2014brasildilma rousseff

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG