Rodrigo Paiva disse que cidade só vai ficar fora do evento se não cumprir exigências firmadas pela Fifa

selo

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) negou nesta quinta-feira que esteja a favor da exclusão de São Paulo da Copa do Mundo de 2014 e minimizou as declarações do ex-vice-presidente da Fifa, o inglês Geoff Thompson, de que a confederação estaria empenhada em ver a capital paulista longe do Mundial.

Único representante da cúpula da CBF em Goiânia, onde o Brasil disputa amistoso neste sábado contra a Holanda, o diretor de Comunicação da entidade, Rodrigo Paiva, disse que São Paulo só vai ficar fora do evento se não cumprir as exigências estabelecidas pela Fifa.

Em conversa com alguns jornalistas no hall do hotel onde está hospedada a seleção brasileira, Paiva disse que a CBF tem todo interesse em ver São Paulo no Mundial, salientando, porém, que o esforço pela participação na Copa deve partir das autoridades do Estado e da Prefeitura.

Mais tarde, após o treino da seleção no Serra Dourada, Rodrigo Paiva reagiu com ironia ao ser indagado pela reportagem da Agência Estado sobre o conteúdo das declarações de Geoff Thompson. "A gente nem leu, nem está sabendo o que foi publicado", disse.

São Paulo não conseguiu convencer o Comitê Organizador da Copa de que o Morumbi seria o estádio da capital no Mundial. Depois, por causa dos atrasos nas obras do Itaquerão , ficou decidido que a cidade não seria incluída na Copa das Confederações de 2013. Agora, a expectativa é que o futuro estádio do Corinthians fique pronto no início de 2014 a fim de ser utilizado no Mundial.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.