Tamanho do texto

Com 19,8% de chances de conquistar o hexacampeonato, Brasil vem logo atrás dos atuais campeões da Copa, que têm 24% de probabilidade de título

Alemanha vem de campanha perfeita nas Eliminatórias, tendo conquistado 10 vitórias em 10 partidas
DFB
Alemanha vem de campanha perfeita nas Eliminatórias, tendo conquistado 10 vitórias em 10 partidas

Economistas do gabinete chefe de investimentos do UBS Global Wealth Management realizaram uma análise e apontaram a Alemanha como a grande favorita a conquistar a Copa do Mundo de 2018.

Leia também: Sem mudanças no top 10, Alemanha lidera e Brasil segue em 2º no ranking da Fifa

Segundo os profissionais que participaram do estudo, a Alemanha tem cerca de 24% de chances de conquistar o pentacampeonato mundial na Rússia. O Brasil, com 19,8%, vem como o segundo país com maiores possibilidades de título na Copa do Mundo. O "pódio dos favoritos" é encerrado com a Espanha, que tem 16,1% de acordo com os economistas.

Para medir as chances de título das seleções no principal torneio de futebol do planeta, os especialistas usaram ferramentas econométricas, que costumam ser aplicadas na avaliação de oportunidades de investimentos.

A Rússia, seleção anfitriã, tem somente 1,6% de chance de conquistar o Mundial de acordo com o estudo. Para os economistas, apesar de o país estar em "grupo mais fácil", os donos da casa deverão perder nas oitavas de final, quando provavelmente vão enfrentar Portugal ou Espanha.

Leia também: Na onda de Salah, Egito volta a disputar a Copa após 28 anos

Entre as demais seleções , a Inglaterra foi a quarta nação que alcançou a maior porcentagem, com 8,5%, seguida por França (7,3%), Bélgica (5,3%) e Argentina (4,9%). Já as seleções do Panamá, Arábia Saudita, Costa Rica, Tunísia e Egito foram considerados países com probabilidade zero de vencer a Copa.

Em relação aos gastos da Rússia com o torneio, os economistas explicaram que a quantia investida para organizar o evento, que foi "igual a 0,7%" do Produto Interno Bruto (PIB), "não deverá dar um impulso significativo à economia do país". A Copa do Mundo começará no dia 14 de junho, com a partida entre Rússia e Arábia Saudita, em Moscou.

Leia também: A verdade dói: Saiba por que a seleção brasileira não será hexacampeã na Rússia

A pricipal favorita ao título está no Grupo F, ao lado de Suécia, Coreia do Sul e México. O retrospecto da preparação para o torneio é muito positivo. Além de ser a atual campeã da Copa do Mundo, a Alemanha  venceu os 10 jogos que disputou nas Eliminatórias da Europa, terminando na liderança do grupo C com 30 pontos conquistados, 43 gols marcados e apenas três sofridos.

    Leia tudo sobre: Futebol