Tamanho do texto

Convocação da seleção brasileira não tem nenhum jogador de Palmeiras e São Paulo, e Brasil nunca foi campeão sem atletas destes clubes no elenco

Rodrigo Caio chegou a ser convocado por Tite em algumas oportunidades, mas ficou de fora da lista final
Divulgação
Rodrigo Caio chegou a ser convocado por Tite em algumas oportunidades, mas ficou de fora da lista final

Após a convocação da seleção brasileira, um indício pode deixar os torcedores preocupados: a lista não inclui jogadores de Palmeiras e São Paulo, e o Brasil nunca foi campeão da Copa do Mundo sem atletas destes clubes no elenco.

Leia também: Com Jiménez, Reys e Herrera, México divulga lista de pré-convocados para a Copa

Além disso, também não há nenhum jogador do futebol carioca entre os selecionados de Tite. Em todos os títulos do mundial até agora, o Brasil contava com atletas de Flamengo, Vasco, Fluminense, Botafogo ou até mesmo do Bangu, que foi representado pelo zagueiro Zózimo nos anos de 1958 e 1962.

Também no primeiro título, em 1958, o Palmeiras teve o atacante Mazzola convocado. Neste mesmo ano, pelo lado do São Paulo, foram convocados o zagueiro Moacir, o lateral De Sordi e o meia Dino Sani.

Já em 1962, foi a vez de o Palmeiras ter três convocados para a Copa. Os palestrinos da lista foram o zagueiro Djalma Santos, o meia Zequinha e o atacante Vavá. O Tricolor teve a convocação dos zagueiros Bellini e Jurandir.

Em 1970 foi a vez do goleiro Leão e do zagueiro Baldocchi pelo lado do Palmeiras, enquanto o São Paulo teve o meia Gérson convocado. Já em 1994 o Verdão teve apenas o volante Mazino. Do Tricolor, foram chamados para integrar o grupo o lateral Leonardo e o atacante Muller.

No último título da seleção brasileira, em 2002, o convocado pelo lado do Palmeiras foi o goleiro Marcos. O São Paulo liberou para o Brasil o também goleiro Rogério Ceni, o lateral Beletti e o meia Kaká.

Os convocados

Uma das maiores novidades na convocação para a Copa de 2018 ficou por conta do número de atacantes e meio-campistas. O técnico Tite convocou sete meiasm ao invés de oito, e cinco atacantes ao invés de quatro, o que era o esperado.

Leia também: Técnico da Argentina inclui Centurión em lista com 35 nomes para a Copa do Mundo

Para o lugar de Daniel Alves, que se machucou na final da Copa da França, o comandante brasileiro decidiu convocar Danilo, do Manchester City, e Fagner, do Corinthians. Confira a lista completa:

Goleiros

Alisson (Roma-ITA)

Ederson (Manchester City-ING) 

Cássio (Corinthians)

Laterais

Danilo (Manchester City-ING)

Marcelo (Real Madrid-ESP)

Filipe Luís (Atlético de Madri-ESP)

Fagner (Corinthians)

Zagueiros

Marquinhos (PSG-FRA)

Miranda (Inter de Milão-ITA) 

Thiago Silva (PSG-FRA)

Pedro Geromel (Grêmio)

Meio-campistas

Casemiro (Real Madrid-ESP) 

Fernandinho (Manchester City-ING)

Fred (Shakhtar Donetsk-UCR) 

Paulinho (Barcelona-ESP)

Philippe Coutinho (Barcelona-ESP)

Renato Augusto (Beijing Guoan-CHN)

Willian (Chelsea-ING)

Atacantes

Neymar (PSG-FRA)

Roberto Firmino (Liverpool-ING)

Gabriel Jesus (Manchester City-ING)

Douglas Costa (Juventus-ITA)

Taison (Shakhtar Donetsk-UCR)

Leia também: Com Muralha e Gabigol, veja quem Tite chamou para seleção, mas não para Copa

Os jogadores convocados ainda terão compromissos antes de ir para a Rússia. O Brasil enfrenta a Croácia no dia 3 de junho, em Liverpool, e a Áustria, no dia 10, em Viena. A delegação brasileira chega ao país da Copa no dia 10 de junho e ficará na cidade de Sochi. O primeiro jogo, contra a Suíça, acontece no dia 17 de junho, às 15h.

    Leia tudo sobre: Futebol