Tamanho do texto

Atacante peruano ficará livre da pena em maio e poderá jogar pela sua seleção no Mundial da Rússia; suspensão anterior era de um ano

O futebol peruano recebeu uma excelente notícia nesta quarta-feira. O Tribunal de Apelação da Fifa decidiu reduzir a pena de Paolo Guerrero para seis meses -  a suspensão inicial era de um ano -, deixando o atacante livre para disputar a Copa do Mundo de 2018 pela seleção do seu país.

Leia também: Justiça do RJ veta o uso de spray em todos os jogos de futebol pelo mundo

Paolo Guerrero teve sua pena diminuída e poderá jogar a Copa 2018
Site oficial
Paolo Guerrero teve sua pena diminuída e poderá jogar a Copa 2018

Flagrado no exame antidoping com a substância benzoilecgonina, metabólico da cocaína, em exame realizado depois da partida entre Peru e Argentina, no dia 5 de outubro,  Guerrero cumpre suspensão desde o dia 3 de novembro deste ano e ficará livre para jogar futebol em maio do ano que vem. O Mundial na Rússia começa em junho. A defesa do atleta ainda tentará uma absolvição total na Corte Arbitral do Esporte (CAS).

Leia também: Neymar se diz 'mais vivido e cascudo' para a disputa da Copa de 2018

O advogado espanhol Juan de Dios Crespo, que já defendeu Lionel Messi da punição durante as Eliminatórias para a Copa, entrou recentemente na equipe de defensores do peruano. Além dele, os advogados Bichara Neto e Marcos Motta também estão na defesa. Eles alegam que a substância é proveniente de uma folha de coca utilizada para chá tomado em vários países da América do Sul.

Leia também: Cristiano Ronaldo pode ficar de fora de clássico contra o Barcelona

Após a pena, Guerrero havia agradecido aos torcedores flamenguistas e peruanos em sua rede social.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.