Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Copa América volta ao “berço” do torneio e da seleção brasileira

La Plata recebe Argentina x Bolívia nesta sexta. iG visitou local do primeiro campo usado em uma competição oficial de seleções

Marcel Rizzo e Paulo Passos, enviados iG a La Plata |

A Copa América 2011 começa nesta sexta-feira em La Plata (cidade 60 km ao sul de Buenos Aires), com a partida entre Argentina e Bolívia (21h45 de Brasília), e de volta à origem. Torneio de seleções mais antigo do futebol, o confronto entre os times da América do Sul (e agora convidados) foi disputado pela primeira vez em 1916 justamente na cidade palco da abertura da 43ª edição.

Veja também: times e tabelas da Copa América 2011

Em um campo sem arquibancada, o Uruguai venceu o Chile por 4 a 0, em 2 de julho, mas quase 95 anos depois não há vestígios de que torneios oficiais tenham iniciado no quarteirão das ruas 72 e 12. Argentinos e bolivianos se enfrentam no moderno Estádio Único, que também receberá a estreia do Brasil, domingo (16h de Brasília), contra a Venezuela – ele fica a 10 km da “origem”.

Blog Toco y me Voy: Confira o restrospecto de Argentina x Bolívia nas Copas América

Reprodução
Campo no qual a Copa América teve seu primeiro jogo e a seleção também debutou em torneios oficiais. Sem arquibancada
O Brasil estreou no sul-americano de 16 também na 72 com a 12, em 8 de julho de 1916, empatando com o Chile, por 1 a 1. Foi a primeira competição oficial da seleção, que já havia disputado amistosos e uma partida contra a Argentina, em Buenos Aires, que anos mais tarde viria a ser chamada de Copa Roca – e que será reeditada este ano, em setembro. Nos oito primeiros jogos da história do Brasil, sete foram realizados no exterior, seis deles em solo argentino.

“Sim, havia um campo aqui, muito tempo atrás. Mas não tenho ideia de quando deixou de existir para que essas casas fossem construídas”, disse ao iG Daniel Matera, que trabalha em uma das casas que hoje está no quarteirão. Sede do clube Gimnasia Y Esgrima até 1924, o campo arrendado do Ferrocarril Provincial, associação dos funcionários de uma empresa de transporte ferroviário, hoje abriga ao menos 20 casas, um supermercado e uma banca de jornais bem na esquina com a rua 71.

Alba vive na residência mais nova da rua, que tem 20 anos e está em reforma. Ela não se lembra do campo, que foi desativado ainda nos anos 30. Mesmo assim, por muitos anos o bairro, que hoje faz parte da periferia de La Plata, cidade de 600 mil habitantes que é a capital da província de Buenos Aires, ainda foi associado ao Gimnasia. Na esquina, o bar El Expresso, homenagem ao grande time formado em 1933, mostra que mesmo depois de deixar o local o Gimnasia ainda era lembrado pelos moradores.

A única foto existente daquela época é uma imagem de um jogo do Gimnasia, contra time desconhecido, e sem data certa. Atualmente, o clube joga no campo do Bosque e a partir do segundo semestre de 2011 dividirá despesas e receitas do Estádio Único com o rival Estudiantes e jogará no estádio mais novo. Nesta quinta-feira, o time acabou rebaixado para a segunda divisão, perdendo a "Promoción" para o San Martín e fará companhia ao River Plate na Série B.


Marcel Rizzo
Quarteirão no qual a Copa América começou: campo do Gimnasia foi substituído por casas e supermercado

Centenário
O Sul-Americano, que ainda não se chamava Copa América, foi feito por iniciativa da AFA (Associação de Futebol Argentino), para comemorar o centenário da independência do país. Participaram os donos da casa, Uruguai, Brasil e Chile e os uruguaios foram os campeões, no torneio de pontos corridos. O Brasil não venceu: empatou com Chile e Argentina por 1 a 1 e perdeu do Uruguai por 2 a 1. Todos os jogos foram em La Plata, com exceção da decisão, disputada no campo do Racing, em Buenos Aires.

“O futebol argentino fica feliz de poder receber novamente um torneio de tanta tradição e onde tudo começou”, disse o presidente do Comitê Organizador Local, José Luiz Meiszner. Não foi à toa que La Plata foi escolhida como principal sede e para ter o estádio mais moderno. A intenção, desde o início, foi duas: homenagear o primeiro torneio, jogando mais vezes na cidade que recebeu a primeira competição, e levando a Copa América para o interior.
 

Marcel Rizzo
Bar Expresso 33, em homenagem ao grande time do Gimnasia fica em frente ao terreno no qual era o campo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG