Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Contratação de laterais viram prioridade no Botafogo

Técnico Joel Santana diversasa vezes teve que improvisar meio-campistas e até atacantes nas alas durante a temporada

Gazeta Esportiva |

Com a renovação de contrato do técnico Joel Santana sacramentada, o Botafogo passa a intensificar a busca de reforços para a próxima temporada e a prioridade é a contratação de laterais. A ideia do treinador é poder contar com pelo menos dois nomes de qualidade em cada posição e o setor foi considerado o mais carente esse ano, inclusive forçando Joel a ter que improvisar nomes como os volantes Somália e Túlio Souza e os meias Edno e Renato Cajá, além do atacante Caio, quando os titulares não podiam atuar.

"As carências do elenco eu sei e todos vocês já conhecem, pois cansaram de analisar ao longo do Campeonato Brasileiro. A diretoria está trabalhando para fortalecer o plantel para que em dois mil e onze a gente entre com mais força ainda, pois sabemos que com peças de reposição podemos ir ainda mais longe - explicou Joel Santana ao comentar sobre a situação das laterais.

Com a renovação de contrato de Alessandro já sacramentada, o clube procura um outro lateral direito para disputar posição com o camisa 2, que está longe de contar com o apoio da maioria da torcida, mas que tem muito crédito com o treinador. Jancarlos, que tinha sido contratado para isso em 2010, se recupera de uma cirurgia no joelho direito, ocorrida quando já estava emprestado ao Bahia, e não faz parte dos planos da comissão técnica. Apodi, que defendeu o Guarani no Campeonato Brasileiro, foi oferecido e está sendo analisado por Joel Santana.

Para a lateral esquerda o clube poderá contratar um ou dois laterais. Tudo vai depender da situação envolvendo a permanência de Marcelo Cordeiro, que está emprestado até 31 de dezembro e tem os direitos federativos ligados ao Internacional. O Botafogo estuda a possibilidade de investir na contratação em definitivo deste atleta, considerado importante por Joel Santana e com prestígio em alta no clube e com os torcedores. O clube carioca chegou a pagar uma multa para poder escalá-lo contra o próprio Inter na reta final do Brasileirão. A diretoria do Botafogo, porém, não sabe o que pensam os dirigentes gaúchos sobre o tema, pois os mesmos estão nos Emirados Árabes Unidos por conta da disputa do Mundial de clubes da Fifa.

Outros dois nomes que interessam para a lateral esquerda são o de Egídio, que se destacou pelo Vitória no Campeonato Brasileiro e tem os direitos federativos ligados ao Flamengo, e Márcio Azevedo, com contrato em vigor com o Atlético-PR. O primeiro está retornando ao time da Gávea e seu futebol é admirado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, que acabou de perder Juan. Já Márcio Azevedo é visto como uma negociação mais tranquila, embora esse ano o Botafogo já tenha tentado a sua contratação sem sucesso.

O nome de Juan também foi ventilado em General Severiano, principalmente porque ele já trabalhou com Joel Santana no Flamengo, conquistando o título do Campeonato Carioca de 2008. Porém, o jogador conta com grande rejeição da torcida botafoguense pela identificação com o rival da Gávea. Na decisão do Estadual de 2009, o lateral quase agrediu Maicosuel, ídolo do Botafogo, após receber um drible. Na ocasião, em sites de relacionamento, torcedores botafoguenses criticaram muito a postura do jogador, que passou a ser hostilizado nas partidas entre as equipes. Fora isso, com o interesse de São Paulo e de Atlético-MG, Juan pode se tornar um jogador caro para se investir.

Além de laterais, a diretoria do Botafogo pretende contratar pelo menos mais um zagueiro, um volante, um apoiador e um atacante. Para a zaga o nome estudado é o do zagueiro Sebastián Coates, de 20 anos, do Nacional, do Uruguai. Da terra de Loco Abreu também está nos planos o volante Arévalo Rios, do Peñarol. Porém, apenas um dos dois pode ser contratado, uma vez que o clube já conta com dois estrangeiros, Loco Abreu e o atacante argentino Herrera. Pela legislação, apenas três estrangeiros podem ser escalados como titulares. A ideia da diretoria é fechar o elenco até 4 de janeiro, data da reapresentação do plantel.

Leia tudo sobre: botafogomercado da bola

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG