Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Contra rival histórico, Coritiba tenta superar era Ney Franco

Em Ponta Grossa, contra o segundo clube mais velho do Paraná, time do técnico Marcelo Oliveira precisa preservar alto desempenho de 2010

Altair Santos, iG Curitiba |

Os dois mais antigos clubes do Paraná – o Coritiba, com 101 anos, e o Operário, com 98 anos – se enfrentam neste domingo, às 17h, no estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa, com missões opostas no Estadual: os donos da casa têm como meta se manter na elite do Campeonato Paranaense, enquanto o rival precisa sustentar o alto desempenho que obteve em 2010, sob o comando do técnico Ney Franco.

O problema é que a era Ney Franco acabou e o treinador Marcelo Oliveira assume convicto de que se não conseguir manter o Coritiba íntimo das vitórias dificilmente conseguirá se sustentar no cargo até o final da temporada. Mesmo assim, ele demonstra otimismo. “O grupo é de muita qualidade e o clube oferece toda a estrutura para um trabalho vencer. Acho que 2010 ficou para a história, mas agora nós queremos escrever a nossa história no Coritiba”, discursa.

Preservando 90% do time do ano passado, o Coritiba entra no Estadual como franco favorito. Em tese, só o Atlético lhe faz sombra. Mas para ir da teoria à prática, o clube precisa largar bem contra o Operário, que apesar de tradicional é um antigo freguês. Em 60 duelos pelo Campeonato Paranaense, venceu 37, empatou 12 e perdeu 11. Neste jogo, o time de Marcelo Oliveira terá o desfalque do atacante Leonardo, que não teve seu nome publicado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Bill joga em seu lugar.

Do lado do Operário, o técnico Amilton Oliveira espera superar a diferença técnica com disposição e apoio da torcida. “A gente vai buscar a vitória. Por jogar em casa e contar com o apoio desse torcedor, temos de entrar em campo em função de buscar a vitória. É preciso ter vontade de ganhar e buscar os três pontos”, disse. Em relação á equipe que disputou a série D do Brasileiro, o Operário sofreu modificações em todos os setores. Três jogadores que disputaram o Estadual de 2010 estão de volta: o lateral-direito Lisa e os meio-campistas, Serginho Paulista e Serginho Catarinense. Apesar do discurso do treinador, um empate será comemorado pelo time de Ponta Grossa.

FICHA TÉCNICA
OPERÁRIO x CORITIBA

Local: Estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa (PR)
Data: 16 de janeiro de 2011, domingo
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Carlos Gonçalves (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e André Luiz Severo (PR)

CORITIBA: Edson Bastos; Jeci, Emerson e Pereira; Jonas, Leandro Donizete, Léo Gago, Rafinha e Eltinho; Marcos Aurélio e Bill. Técnico: Marcelo Oliveira
OPERÁRIO: Ivan; Vinicius, Alisson e Gilson; Lisa, Zé Leandro, Cambará, Serginho Paulista, Serginho Catarinense e Rilber; Hevandro. Técnico: Amilton Oliveira
 

Leia tudo sobre: CoritibaCampeonato Paranaense 2011Operário

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG