Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Contra a Cabofriense, Fla enfrenta também o fantasma de Adriano

Time entra em campo neste domingo, às 16h, em Macaé, sem Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves, suspensos

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

Com o fantasma de Adriano assombrando os corredores da Gávea, o Flamengo entra em campo neste domingo, às 16h, para enfrentar a Cabofriense, em Macaé, pela quarta rodada da Taça Rio. O time ainda terá que se virar sem Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves, que estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo, pela primeira vez desde o dia 2 de fevereiro, quando venceu o Nova Iguaçu por 1 a 0.

Nos últimos, o técnico Vanderlei Luxemburgo precisou conviver com mais especulações envolvendo o nome do Imperador. Ele chegou a se irritar em um determinado momento no treinamento de sexta-feira, mas logo depois disse que não havia vetado o jogador, em entrevista à Rádio Tupi.

Em mais uma tentativa de manter a concentração na disputa do Campeonato Carioca, Luxemburgo vai precisar contar com outras peças de seu elenco, sem Ronaldinho e Thiago Neves. Ele optou por Bottinelli e Negueba para substituir a dupla e manteve o atacante Wanderley, que ganhou ainda mais pontos com o comandante e a torcida depois de marcar seu quinto gol na temporada na vitória por 3 a 0 sobre o Fortaleza.

“O Luxemburgo é um baita treinador, sabe o que faz e qual o momento certo de me colocar ou não em campo. Tenho que trabalhar firme e mostrar disposição para quando for preciso eu estar pronto. É bom para o ego começar jogando e não me acomodo no banco de reservas. Quero sempre participar dos jogos”, afirmou Wanderley, que divide a artilharia do time no ano com Ronaldinho Gaúcho.

Apesar das mudanças no time, o treinador não demonstra maiores preocupações. Segundo ele, a base vem sendo mantida nos jogos, o que tem facilitado o entrosamento. A expectativa de Luxemburgo é que, em breve, o time atinja seu potencial máximo, apesar de reconhecer estar à frente do que imaginava no momento.

“Os zagueiros são os mesmo do começo da temporada, os laterais, os volantes, com uma mudança ou outra pontual. Do meio para frente, as mudanças foram maiores, mas muito em posicionamento e menos nas peças”, explicou o treinador.

Com um elenco mesclado de jovens e jogadores experientes, Luxemburgo mostra satisfação com a participação dos mais velhos na formação de algumas revelações do time. Segundo ele, Renato tem sido muito importante, cumprindo um papel que foi de Emerson em sua última passagem pelo Santos.

“O Emerson ficava no vestiário depois dos jogos conversando com o Neymar e o Ganso. O Renato é o que mais participa dessa forma aqui. O Ronaldinho também gosta de orientar a molecada”, comentou Luxemburgo.

Com sete pontos e invicto na competição, o Flamengo está em segundo lugar no Grupo A da Taça Rio, com um jogo a menos do que o Boavista. Se o time vencer a competição, evita a necessidade de uma decisão entre os campeões do primeiro e segundo turnos, por ter conquistado a Taça Guanabara. A Cabofrinse tem apenas três e está na última colocação do Grupo B.

FICHA TÉCNICA – CABOFRIENSE x FLAMENGO
Local:
Estádio Cláudio Moacyr de Azevedo, em Macaé
Data: 20 de março de 2011, domingo
Horário: 16h
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Assistentes: Lilian da Silva Fernandes Bruno e Andréa de Sá (ambas do RJ)

Cabofriense: Flávio; Arílson, Zé Carlos, André Paulino e Everton; Cardozo, Luciano Totó, Zotti e Diego Sales (Jajá); Léo Itaperuna e Felipe
Técnico: Lucho Nizzo

Flamengo: Felipe, Leonardo Moura, Welinton, David e Egídio; Maldonado, Willians, Renato e Bottinelli; Negueba e Wanderley
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG