Tamanho do texto

Secretário de Porto Alegre revelou informação de viagem à Suíça neste domingo

Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, aceitará 60 mil torcedores, mas tem problemas para fechar contrato com empreiteira
Divulgação
Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, aceitará 60 mil torcedores, mas tem problemas para fechar contrato com empreiteira
Secretário extraordinário da Copa 2014 da cidade de Porto Alegre, João Bosco Vaz revelou, neste domingo, uma informação que mantém a esperança do Inter de ter o Beira-Rio como sede da Copa das Confederações, em 2013: um representante da Andrade Gutierrez deve viajar à Suíça para dar garantias à Fifa de que o estádio estará pronto a tempo de sediar a competição.

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

A ideia, de acordo com João Bosco Vaz, é levar a minuta do contrato, ainda a ser assinado entre Andrade Gutierrez e o Inter, como garantia da retomada das obradas, paradas há quatro meses:

“Já estivemos mais otimistas. Depois ficamos muito pessimistas. Agora estamos cautelosos”.

O Inter ainda não foi comunicado desta provável iniciativa da sua parceira.

“Eles devem nos avisar disto nesta segunda-feira”, resumiu o presidente da comissão de obras do Inter, Luís Anápio Gomes.

Desde a última sexta-feira, Porto Alegre vive clima de tensão. O jornal Zero Hora divulgou a informação que a cidade teria sido retirada da lista de sedes da Copa das Confederações em virtude do atraso nas obras do Beira-Rio. A informação, até este domingo, não foi confirmada por nenhuma das partes envolvidas.

A Fifa irá divulgar, no próximo dia 20, as sedes e o calendário do torneio.