Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Conselheiros também compram parte dos direitos econômicos de Arouca

Teisa, que iniciou com um capital de apenas R$ 1 mil, adquiriu 20% dos direitos econômicos do volante

Samir Carvalho, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237854422055&_c_=MiGComponente_C

Além da negociação envolvendo o atacante Neymar e os conselheiros do Santos, o iG teve acesso aos documentos que comprovam a venda do volante Arouca a empresa Terceira Estrela Investimentos S.A (Teisa). Os investidores pagaram R$ 1,7 milhão para ficar com 20% dos direitos econômicos do atleta. 
 

Gazeta Press
Santos possui 70% dos direitos de Arouca, contra 20% da Teisa e 10% do atleta

Nesse caso, o clube alega em contrato que o valor é decorrente da proporcionalidade prevista na negociação entre Santos, São Paulo e a empresa MDF, quando os santistas compraram 90% dos diretos econômicos do atleta pelo valor de R$ 8 milhões. Desta forma, os direitos de Arouca ficaram divididos da seguinte forma: 70% para o Santos, 20% para a Teisa, e 10% para o jogador. 
 
A Teisa foi fundada no dia 19 de abril deste ano pelos investidores Walter Schalka, Álvaro Simões, Antonio Fadiga, Álvaro de Souza, Eduardo Mazzili, José Berenguer e Luiz Eduardo Monteiro. Apesar de desembolsarem mais de R$ 5 milhões nas compras de parte dos direitos de Neymar e Arouca, a empresa iniciou com um capital subscrito de apenas R$ 1 mil.
 
Segundo o presidente do Santos, Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, a ideia de criar a Teisa foi para equilibrar as finanças do clube. Nós tínhamos necessidade de tapar recurso para equilibrar os fluxos de caixa até o fim desse ano, em função da dívida. A ideia foi reunir alguns santistas que tem dinheiro, dispostos a colocar recursos no Santos através da aquisição dos percentuais minoritários, entre 5% e 10%, de uma cesta de jogadores que o Santos oferece, disse o dirigente. 

Leia tudo sobre: futebolneymarsantos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG