Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Conmebol promete respeitar decisão do Japão sobre a Copa América

Terremoto e tsunami que abalaram o páis podem fazer com que a seleção não dispute a competição

EFE |

A Conmebol anunciou nesta terça-feira que aceitará uma possível decisão do Japão de não participar da Copa América, que será disputada em julho deste ano na Argentina, após o terremoto e o posterior tsunami que devastaram o país. A seleção japonesa foi convidada para participar do torneio e, após sorteio, foi colocada no grupo A, junto a Argentina, Bolívia e Colômbia.

"Vamos respeitar o Japão, porque é um aliado tradicional da América do Sul, e qualquer situação que nos seja colocada será levada em conta com muito respeito e muita atenção", afirmou o presidente da Conmebol, o paraguaio Nicolás Leoz, à emissora de rádio paraguaia "Ñandutí".

O presidente da J-League, que organiza o Campeonato Japonês, Kazumi Ohigashi, anunciou em Tóquio a suspensão por tempo indeterminado da competição nacional por conta da catástrofe, que se somou uma série de explosões em uma usina nuclear situada próxima à área devastada.

"A situação muda a cada minuto. Na próxima semana, discutiremos se cancelaremos o campeonato, a Copa do Imperador e a Copa Nabisco e se abandonaremos a Copa América e o Mundial de Clubes", declarou Ohigashi.

Para o porta-voz da Conmebol, Néstor Benítez, até o momento nada mudou a respeito da participação do Japão na Copa América, embora também tenha destacado que a Federação Japonesa de Futebol "merece todo respeito e consideração".

Benítez não descartou que o assunto seja debatido durante a reunião executiva do organismo prevista para esta quinta-feira, na sede oficial, em Assunção.

Leia tudo sobre: futebol mundialjapãocopa américa 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG