Quatro países europeus não podem estar no mesmo grupo por causa de problemas políticos que geraram guerras. Veja quais são:

Jogadores do Azerbaijão tentam parar alemão Muller na derrota por 3 a 1 nas eliminatórias da Euro
Getty Images
Jogadores do Azerbaijão tentam parar alemão Muller na derrota por 3 a 1 nas eliminatórias da Euro
No sorteio que a Fifa realiza neste sábado (15h, no Rio de Janeiro), para definir os grupos das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014 , quatro bolinhas que serão sorteadas não poderão cair nos mesmos grupos. O motivo é político e compreende o agrupamento europeu: a Rússia não poderá estar na mesma chave da Geórgia, enquanto Azerbaijão e Armênia também têm que estar separados. A solicitiação foi feita pela Uefa (União de Futebol Europeia) e pela primeira vez haverá esse direcionamento.

Veja como será o sorteio

Houve nos últimos anos conflitos armados entre Rússia e Geórgia e Armênia e Azerbaijão, o que, segundo a Uefa enviou nio pedido por escrito à Fifa, inviabilizaria confrontos entre essas seleções nos países e, mesmo em campos neutros, poderia gerar confronto entre torcedores. O pedido foi aceito.

No caso da Armênia e do Azerbaijão, eles estão no mesmo pote, o 5 , e não podem cair na mesma chave. Por causa do ranking, a Rússia está melhor classificada do que a Geórgia (aparece no pote 2, enquanto os rivais no 4), e logo que um dos dois forem sorteados, o outro automaticamente cairá na chave seguinte – sorteio dirigido, portanto.

Apesar de existir conflitos em outros continentes, não houve pedido oficial de nenhuma outra Confederação, portanto não há restrição de grupos na África, Oceania, Américas Central e do Norte e Ásia.

Os conflitos
Os russos apóiam um grupo separatista de Ossétia do Sul, região que pertence atualmente à Géorgia. Quando se intensificou o conflito separatista, em 2008, a Rússia enviou tropas para apoiar os rebeldes, ainda como retaliação à separação da Geórgia, ocorrida em 1991 com a dissolvicão da União Soviética.

Já Armênia e Azerbaijão disputam desde os anos 80 uma área chamada de Nagorno-Karabakh, que atualmente está dentro do Azerbaijão. O problema é que na região a maioria dos moradores são armênios e, no início dos anos 90, exigiu sua independência, o que iniciou o conflito armado. O curioso é que quem faz a ponte pacifica entre os países é justamente a Rússia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.