Tamanho do texto

Argentino, que disputou todos os jogos do Fluminense na competição, levou segundo cartão amarelo no clássico com o Vasco

Conca levou um cartão amarelo ao parar com falta um contra-ataque do vasco. Seria mais um, não fosse o segundo da série de três que deixa o argentino ameaçado de suspensão justamente na reta final do Campeonato Brasileiro. Ele é o único jogador de linha a disputar as 34 rodadas e vem sendo considerado o craque da competição e principal responsável pela liderança do Fluminense.

O técnico Muricy Ramalho não se cansa de fazer elogios a Conca e dizer como sua forma de participar dos jogos e treinamentos o deixa orgulhoso. Os companheiros de time sabem da importância do argentino na reta final. O Fluminense tem 61 pontos, um a mais do que Corinthians e Cruzeiro, e terá o Goiás pela frente, domingo, no Engenhão.

"É impossível falar para o Conca não correr, marcar e disputar as bolas. Ele é argentino, essa é a característica dele. É um profissional e sabe como se comportar em campo. Caso ele seja suspenso, outros jogadores têm condições de fazer esse papel", comentou o volante colombiano Valencia.

Contra o Goiás, Muricy poderá contar com a volta de Diguinho, que cumpriu suspensão automática contra o Vasco. Deco, Emerson e Fred também devem estar á disposição depois de um longo tempo em recuperação de lesão. Marquinho, que quebrou braço direito no clássico, e Diogo, com lesão no ligamento do joelho direito, estão fora do Brasileiro.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.