Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Companheiros do Inter homenageiam Abbondanzieri no "último dia"

Goleiro argentino de 38 anos encerra a carreira ao fim do Mundial de clubes. Ele ganhou camisa autografada, vídeo e chorou

Marcel Rizzo, enviado iG em Abu Dhabi |

O goleiro argentino Roberto “Pato” Abbondanzieri foi homenageado pelos companheiros neste sábado à tarde em Abu Dhabi, manhã no Brasil. Ele encerra a carreira logo depois do Mundial de clubes, aos 38 anos de idade. O duelo entre Internacional e Seongnam Chunma, da Coreia do Sul, pela disputa do terceiro lugar da competição, será a última vez que entrará em campo, mas ele não jogará. Renan é o titular (todos os inscritos podem ficar no banco e Pato estará lá).

Primeiro, antes do almoço, um vídeo com imagens de sua carreira foi passado com a música “Amigo”, de Roberto Carlos, ao fundo. O tema era cantado em espanhol. Curiosamente o nome de Pato é Roberto Carlos por causa do cantor brasileiro. Depois ele recebeu das mãos do capitão Bolívar uma camiseta com o número 22 nas costas, que usou no Mundial, assinada por todo o elenco. Pato chorou.

O goleiro iniciou a carreira no Rosario Central, em 1994, mas se destacou mesmo nos dez anos que defendeu o Boca Juniors, de 1996 a 2006. Teve uma experiência frustrada no Getafe, da Espanha, retornou ao Boca e já no final de carreira fechou com o Inter. Fez também 49 partidas pela seleção da Argentina e foi titular na Copa do Mundo de 2006, na Alemanha.

“Pretendo ficar uns meses de férias, com minha família, e depois me dedicar ao automobilismo”, disse o arqueiro. Ele gosta de correr de carros de turismo na Argentina, a Stock Car por lá. Tinha até um carro na época de Boca, mas o clube o proibiu de correr, por contrato, temendo lesões.

Leia tudo sobre: InternacionalMundial de clubeAbu DhabiAbbondanzieri

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG