Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Companheiros de seleção protestam contra discriminação a Marcelo

Lateral do Real Madrid foi alvo de preconceito na Espanha. Daniel Alves, também convocado, já foi chamado de ¿macaco¿

Marcel Rizzo, enviado iG a Londres |

O racismo foi o assunto principal na seleção brasileira nos primeiro contato com os jogadores convocados para o amistoso contra a Escócia. O jogo será domingo (27 de março), 10h de Brasília, e dois atletas que estão no elenco, os laterais Daniel Alves (do Barcelona) e Marcelo (do Real Madrid), sofreram preconceito na Espanha recentemente. 

“Já sofri também. Mas não são só torcedores, isso tem dentro de campo também. E no Brasil acontece também, não é só na Europa. Mas enquanto fica apenas nas palavras, até dá para tolerar. O problema é quando tenta haver agressão”, disse Ramires, volante do Chelsea.

Mowa Press
Marcelo já sofreu com o racismo na Espanha
Daniel Alves foi ofendido em abril de 2010, na partida entre Barcelona e Espanyol. Marcelo no último domingo, quando Real Madrid e Atlético de Madrid se enfrentaram no Vicente Calderón, campo do Atlético. Ambos foram chamados de “macaco” e torcedores imitavam gestos de gorila na arquibancada.

“Não levo isso para casa e não foi a primeira vez que aconteceu. Fico triste porque essas pessoas não aprendem”, disse Marcelo.

David Luiz, zagueiro que recentemente trocou o Benfica, de Portugal, pelo Chelsea contou que um companheiro já sofreu isso bem a seu lado. Ele não contou se foi Ramires, hoje atleta do mesmo time, mas Luiz disse que saiu em defesa do fato, ocorrido dentro de campo.

“Provocações que não levam a nada, porque só deixam o time com mais vontade ainda de vencer”, afirmou.

Roberto Carlos, lateral-esquerdo que recentemente trocou o Corinthians pelo Anzhi Makhachkala, da Rússia, já teve problemas por lá. Na partida contra o Zenit, há duas semanas, um torcedor do time rival mostrou uma banana ao brasileiro - a federação russa de futebol está investigando o caso e pode penalizar o Zenit.

Leia tudo sobre: seleção brasileiraMarcelofutebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG