Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Como se estivesse no Beira-Rio, Internacional visita o Peñarol

Falcão quer o time no ataque e mantém Andrezinho entre os titulares. Adversário tem problemas ofensivos

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

Foi o técnico Falcão que deu o recado: “não existe jogo fora ou dentro de casa”. Ele não quer saber se serão mais de 50 mil torcedores uruguaios, se o Peñarol está super mobilizado, pois não chegava no mata-mata desde 2002. Ele quer que o Inter entre em campo nesta quinta-feira, a partir das 19h30, como se estivesse no Beira-Rio.

“Não existe jogar em casa ou fora. Não podemos nos encolher. Ambiente não muda nada. Tem televisão, internet, muitas câmeras. Na época que eu jogava era diferente. O ambiente não entra dentro de campo, o ambiente é lá em cima. Enfrentaremos um time de muita tradição, felizmente o clima não joga”, explicou.

O Inter começa a decidir o seu futuro na fase de mata-mata, e espera manter o título da Libertadores no Beira-Rio. Falcão já encaminhou a escalação. O meia-atacante Andrezinho conseguiu uma boa sequência de três jogos e será mantido como titular. Oscar ficará no banco de reservas.

Alexandre Lops/AI Internacional
Inter, de D´Alessandro, enfrentou o Peñarol em torneio amistoso em 2010 e venceu nos pênaltis

Tanto o Peñarol como a imprensa uruguaia respeitam muito o Inter. A presença do atual campeão movimenta Montevidéu. O técnico Diego Aguirre fechou os dois últimos treinos para poder definir a estratégia de jogo. O meio-de-campo será povoado com jogadores de característica mais defensiva. O ataque é o maior problema; Juan Olivera, suspenso, e Jonathan Urretavizcaya, machucado, estão fora.

“Vou entrar em campo e esquecer que eles são os campeões. Temos que tentar pressionar e fazer que eles sintam que estão jogando fora de casa”; declarou o atacante Martinuccio.

FICHA TÉCNICA
PEÑAROL X INTERNACIONAL

Local: Estádio Centenário, em Montevidéu (Uruguai)
Data: 28 de abril de 2011, quinta-feira
Horário: 19h e 30 minutos (de Brasília)
Árbitro: Carlos Torres (Paraguai)
Auxiliares: Rodney Aquino e Santiago Cáceres.

PEÑAROL: Sebastian Sosa; Alejandro Gonzalez, Carlos Valdez, Guillermo Rodríguez e Darío Rodríguez; Matías Corujo, Nicolás Freitas, Luis Aguiar e Matías Mier; Antonio Pacheco e Alejando Martinuccio.
Técnico: Diego Aguirre.

INTERNACIONAL: Renan; Nei, Bolívar, Rodrigo e Kléber; Bolatti, Guiñazu, Andrezinho e D´Alessandro; Rafael Sobis e Leandro Damião.
Técnico: Falcão.

Leia tudo sobre: InternacionalFalcãoPeñarolCopa Libertadores 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG