Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Como capitão, Emerson reprova mistão corintiano, mas Tite elogia

Atacante que usou a tarja disse que time precisa manter bom desempenho, mesmo com "mistão"

iG São Paulo |

Gazeta Press
Emerson foi capitão e falou que não gostou do time
Capitão do Corinthians contra o XV de Piracibaca, atacante Emerson deixou o Pacaembu reprovando a atuação da equipe mista escalada na vitória por 1 a 0. Apenas quatro jogadores titulares iniciaram o jogo. Em resposta ao atacante, o técnico Tite lembrou que a falta de entrosamento prejudicou o desempenho do "mistão".

Leia também: Em busca de espaço, Willian diz que não vai abaixar a cabeça

"Fizemos um gol e ganhamos. Está bom, mas dava para ser melhor. Não fizemos uma grande partida, não dá para esconder, mas o torcedor e a imprensa precisam entender que o time não vai atuar em todos os jogos como vinha atuando, é normal que o rendimento caia em um ou outro. O importante é não deixar que o desempenho de hoje (quarta) se repita nas próximas partidas", disse Emerson.

E mais: Alessandro volta a defender o Corinthians, mas se machuca de novo

Questionado sobre as palavras do camisa 11, escolhido pelo treinador para usar a faixa de capitão no rodízio estipulado no clube. Tite disse que a etapa inicial realmente não foi boa. O comandante, contudo, aprovou o segundo tempo de seu time. "O primeiro tempo não (foi bom). O segundo, sim. Quando se faz oito substituições (em relação à vitória diante do Palmeiras, domingo), é compreensível que por vezes a engrenagem não saia da forma que a gente gostaria", disse, minimizando as palavras de Emerson. "Todos têm responsabilidade, ele tem sua liderança e era o momento de ele ter esse jogo de capitania", comentou.

Assim como no dérbi contra o Palmeiras, o Corinthians voltou do intervalo com a postura modificada para melhor diante do XV. Além de conversar com os jogadores, Tite fez mudanças táticas ao colocar o volante Edenílson na vaga do atacante Gilsinho, reforçando a marcação no meio-campo e liberando não só a criação de Ramírez como também os avanços de Ramon, autor do gol da vitória.

"O Ramírez trabalha melhor mais avançado, como articulador. Com a mudança, passamos a ter dois volantes, dois articuladores para não sobrecarregar o Douglas, e dois atacantes. Deu certo", completou o chefe, que ainda não definiu se promoverá o retorno dos titulares no domingo, contra o Oeste, em Presidente Prudente. O Corinthians já está classificado às quartas de final do Paulistão.

*com Gazeta

Entre para a torcida virtual do Corinthians e o ajude a se manter no topo do ranking

Leia tudo sobre: corinthianspaulistão 2012titeemerson sheik

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG