Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com vantagem, Atlético-MG decide vaga na final com o América-MG

Time atleticano pode perder por até dois gols de diferença para chegar à quinta decisão estadual seguida

Victor Martins, iG Belo Horizonte* |

Se para a torcida do Atlético-MG o segundo jogo da semifinal do Mineiro contra o América-MG é apenas uma formalidade para chegar à final da competição, os jogadores atleticanos e treinador Dorival Júnior encaram de outra maneira a partida deste sábado, às 18h30, na Arena do Jacaré. Para quem está dentro do clube é possível que o rival reverta a situação, nesse caso é preciso vencer por três ou mais gols de diferença, e chegue à final.

Assim, encarando o segundo jogo como se não houvesse vantagem que o Atlético-MG vai entrar em campo. Para o técnico Dorival Júnior, o Fluminense é um ótimo exemplo. O time carioca era dado como eliminado na Copa Libertadores, mas conseguiu vencer a última partida fora de casa, diante do Argentinos Juniors, e contou com um tropeço do Nacional, do Uruguai, para se classificar.

Usando o Fluminense como exemplo, o técnico Dorival Júnior não quer saber do Atlético-MG administrando a vantagem neste sábado, mas atacando e buscando a vitória. “O Fluminense até semana passada tinha 1% de chance de classificação. Agora está classificado, disputando a Libertadores, nós conhecemos a equipe do América, não existe motivo de relaxamento aqui dentro. Muita coisa é falada, torcedores se expressam, mas não tem nada definido”.

Flickr/Clube Atlético Mineiro
O Atlético-MG, de Mancini, pode perder por até dois gols de diferença para o América-MG, de Lenadro Ferreira, que vai estar na decisão do estadual
Se Dorival Júnior não quer ver o Atlético-MG acomodado por conta da vantagem, o técnico Mauro Fernandes, do América-MG, não quer ver sua equipe se motivação por conta da diferença de gols que precisa fazer. O treinador americano lembra que nada é impossível no futebol.

“Nós mesmos, aqui no América, já enfrentamos muitas situações difíceis. Nada é impossível no futebol e temos ainda mais 90 minutos pela frente. Sabemos da vantagem e do grande time que tem o Atlético, mas pode ter certeza que o América, neste jogo, vai ser um time completamente diferente do que foi na última partida”.

Mas se o discurso é de respeito ao América-MG, o pensamento já é no Cruzeiro. O principal clássico de Minas Gerais deve ocorrer novamente na decisão do estadual. Apesar do bom momento do rival, Dorival Júnior lembra que sua equipe somou apenas dois pontos a menos do que o time cruzeirense, além de ter vencido o clássico na primeira fase. Por isso, o treinador atleticano avisa que todos podem ser o campeão.

“Tanto Atlético quanto América chegam credenciados a fazer frente ao Cruzeiro, por tudo o que fizeram, até por ser um clássico, um time pode ter vantagem na final, ter favoritismo, mas um clássico é sempre complicado disputar. Então todos chegam credenciados para esta conquista”.

FICHA TÉCNICA – ATLÉTICO-MG X AMÉRICA-MG
Local:
Arena do Jacaré (MG)
Data: 30 de abril de 2011, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Cléber Wellington Abade (SP)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Thiago Gomes Brígido (CE)

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Patric, Werley, Réver e Guilherme Santos; Serginho, Fillipe Soutto, Giovanni Augusto e Renan Oliveira; Mancini e Magno Alves.
Técnico: Dorival Júnior.

AMÉRICA-MG: Flávio; Sheslon, Gabriel, Otávio (Micão) e Rodrigo; Leandro Ferreira, Moisés (Luís Ricardo), Camilo e Irênio; Luciano e Fábio Júnior.
Técnico: Mauro Fernandes.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG